Ad Home

Últimas

Impressionante, dominante e estranho: as reações dos personagens do Bayern no histórico 8 a 2 sobre o Barça

A cidade de Lisboa, em Portugal, foi palco de um dos maiores massacres da história da Champions League. O Bayern de Munique enfiou 8 a 2 sobre o Barcelona no jogo único das quartas de final e avançou à semifinal.

Autor de dois gols e eleito o melhor da partida, Thomas Müller falou sobre a atuação do clube de Munique e rechaçou qualquer comparação com o 7 a 1 que a Alemanha fez sobre o Brasil na semifinal da Copa de 2014.

"Não foi igual, não exatamente. Não tínhamos tudo sob controle contra o Brasil. Estávamos bem naquela época, mas simplesmente aconteceu. Desta vez queríamos dominar o nosso adversário, queríamos deixar a nossa marca no jogo contra o Barcelona. Nós estávamos dominantes".

Quem também fez dois gols foi o brasileiro Philippe Coutinho - ele pertence ao Barcelona e está emprestado ao Bayern até o final da Champions. O brasileiro comentou o duelo.

"Vim de uma lesão e estive muito tempo sem jogar. Trabalhei duro para me recuperar bem. Estou recuperado e hoje foi um jogo muito importante para nós. Estou feliz por isso", disse o camisa 10.

"Sim, foi estranho (jogar contra o Barça), mas ainda tenho contrato com o Bayern de Munique. O meu foco está nesta competição", completou Coutinho.

Hansi Flick, treinador do Bayern, se mostrou bastante satisfeito com a atuação dos seus comandados.

"Fizemos um jogo incrível. Estamos contentes e satisfeitos, mas ainda faltam dois jogos. Sabíamos que podia acontecer de tudo. Estou feliz pelo rendimento, claro. Foi impressionante", comentou.

"O resultado? Foi impressionante e é um recado que enviamos às outras equipes. Temos de nos focar no próximo jogo e prepará-lo da melhor maneira possível. O próximo adversário será muito duro", completou Flick.

Lembrando que o Bayern pega o vencedor de Manchester City x Lyon na semifinal.

O técnico também foi questionado sobre ajustes na equipe, se existia alguma coisa que precisa ser melhorada no Bayern.

"Depois de um 8 x 2 acho que não devo responder a uma pergunta como essa. Podemos retirar aspectos positivos. A pressão, a recuperação, coisas que queremos fazer e que hoje fizemos na perfeição. Estamos entre os melhores da Europa e podemos ficar contentes. Agora queremos chegar à final, oxalá possa ser uma final alemã", concluiu Hansi Flick.

O RB Leipzig está na outra semifinal e encara o PSG. Então uma final alemã é bastante possível.

Nenhum comentário