Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Como um rolo compressor, Bayern humilha o Barcelona, enfia 8 a 2 e avança à semifinal da Champions

No duelo de quartas de final mais esperado desta edição da Champions League, o Bayern de Munique não tomou conhecimento do Barcelona, goleou por 8 a 2 na cidade de Lisboa, em Portugal, e avançou às semifinais da competição.

O adversário sai do confronto entre Manchester City e Lyon, que se enfrentam no sábado.

Lembrando que o Bayern tem cinco títulos da Liga dos Campeões e está em busca do hexa. Além disso, é a chance de fazer a tríplice coroa mais uma vez, já que conquistou a Bundesliga e a Copa da Alemanha.

A partida começou de forma alucinante. Aos dois minutos, Neuer precisou fazer boa defesa para evitar o gol do Barcelona. Na sequência, o Bayern abriu o placar: Perisic cruzou para Thomas Müller, que ajeitou para Lewandowski fazer a parede para o mesmo Müller finalizar no canto. 

O Barça empatou aos sete minutos em gol contra de Alaba. O defensor tentou cortar um cruzamento de Jordi Alba e encobriu Neuer.

Depois, o goleiro alemão ainda evitou gol de Suarez e viu Messi acertar a bola na trave.

Aos 22 minutos, a defesa espanhola saiu jogando errado, Gnabry roubou a bola na intermediária ofensiva e passou para Perisic soltar a bomba e anotar o segundo do Bayern.

O goleiro ter Stegen evitou o terceiro do Bayern, mas, aos 28, não defendeu o chute de Gnabry. O atacante marcou o terceiro depois de receber assistência precisa de Goretzka.


Lewandowski
quase marcou o quarto gol após roubar a bola da defesa do Barça, mas Stegen defendeu com o pé.

Não deu para Lewa, deu para Müller. Aos 30 minutos, Kimmich (que atuou como lateral na vaga de Pavard) cruzou e o camisa 25 deu um leve toque para o fundo das redes, quarto tento bávaro. 

A partida seguiu agitada no segundo tempo. No começo, Lewandowski chegou a balançar as redes, mas a arbitragem anotou impedimento de Müller na jogada.

Luis Suarez diminuiu aos 12 minutos em belo gol, driblando Boateng. O Bayern voltou a abrir três gols de vantagem aos 18: Davies fez excelente jogada individual pela esquerda e rolou para Kimmich deixar sua marca.

Coman quase fez o sexto, com chute travado pela zaga, já sem goleiro. No lance seguinte, Gnabry parou em defesaça de Stegen.

Estava faltando o dele. Já na reta final do duelo, Philippe Coutinho fez jogada pela esquerda e cruzou para Lewandowski marcar o sexto, de cabeça.

E não parou por aí. Aos 40 minutos, o Bayern roubou a bola na intermediária ofensiva mais uma vez, Müller passou para Philippe Coutinho na área e o brasileiro fez o sétimo do time alemão, para enterrar de vez o Barcelona.

Philippe Coutinho ainda marcou mais um, oitavo do Bayern. E fim da humilhação.

Nenhum comentário