Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Bayern leva virada do Real Madrid em casa e sonho do hexa na Champions fica mais distante

O sonho do hexacampeonato da Champions League ficou mais distante para o Bayern de Munique. Nesta quarta-feira, no confronto de ida da semifinal, o time recebeu o Real Madrid na Allianz Arena e perdeu por 2 a 1, de virada, frustrando os 70 mil torcedores que foram ao estádio.

Na terça-feira da semana que vem, os Bávaros precisam vencer por, pelo menos, 2 a 0 para avançar à final da competição. Ficou difícil.

A escalação que Jupp Heynckes mandou a campo foi bastante ofensiva, colocando apenas Javi Martínez como volante de marcação. Hummels e Boateng formaram a zaga, com Kimmich e Rafinha nas laterais - o brasileiro substituiu o lesionado Alaba. Do meio para frente, a formação teve James, Ribéry, Robben, Müller e Lewandowski.


Primeiro tempo

Logo aos 20 segundos, o Bayern roubou a bola dentro da área do Real e Thomas Müller furou o passe de Lewandowski, perdendo uma ótima chance antes do primeiro minuto. No geral, o time da casa teve mais volume de jogo no primeiro tempo, criando mais chances de perigo.

Aos oito minutos, Robben sentiu lesão muscular e teve que deixar a partida para entrada de Thiago Alcântara. Sem o holandês, as principais jogadas ofensivas dos alemães passavam pelos pés de Ribéry e James Rodríguez.

E foi num lançamento de James que saiu o primeiro gol do duelo. O colombiano encontrou Kimmich livre na direita, o lateral avançou até a área e fuzilou a meta de Navas. Ribéry teve a chance para ampliar na sequência, mas errou o domínio após receber livre na frente do goleiro do Real.

Aos 34, Boateng também deixou o duelo com problema muscular, entrando Süle.

Quando o time anfitrião era melhor na partida, saiu o gol de empate dos espanhois. O brasileiro Marcelo pegou de primeira da entrada da área e colocou no cantinho de Ulreich. Isso aos 44 minutos.

Mesmo depois de levar o empate, o Bayern teve outras duas oportunidades antes do intervalo. Na primeira, Lewandowski subiu mais que a zaga merengue e cabeceou nas mãos de Navas, no meio do gol; depois, Müller recebeu na segunda trave e foi travado por Marcelo.

Segundo tempo

O começo da etapa final foi bem estudado. E numa bobeira de Rafinha, saiu o segundo gol do Real. O lateral errou passe no meio de campo e armou contra-ataque do rival até a bola chegar em Asensio, que ficou cara a cara com Ulreich e finalizou no canto, virando o marcador.

Logo depois de levar o gol, Ribéry quase empatou, parando em duas grandes defesas de Navas. Aos 23 minutos, Lewa e Müller se atrapalharam na pequena área do Real, trombaram e desperdiçaram ótima chance.

Sumido na partida, Cristiano Ronaldo chegou a balançar as redes, mas o árbitro anulou o lance anotando toque de mão do astro português. O Real assustou de novo e dessa vez Ulreich defendeu chute de Benzema.

O Bayern tentou de tudo para buscar uma nova igualdade em casa, usando principalmente as bolas aéreas e jogadas com Ribéry pela esquerda, mas o Real se segurou bem na defesa para garantir a importante vitória como visitante. Lewa ainda teve uma oportunidade excelente na frente de Navas, finalizando para fora.

2 comentários:

  1. Convenhamos; Não dá para ser campeão europeu com o Rafinha como lateral ou ala (como queiram)! Com a grana que o Bayern tem, precisaria ter peças melhores... Final: Liverpool x Madrid, bem justificada tecnicamente, são os melhores (O Real faz tempo que é)times do mundo no momento (os dois estão sobrando...).

    ResponderExcluir
  2. O Bayern foi derrotado em casa diante de mais de 72 mil torcedores por pura incompetência. O real estava jogando muito abaixo da média e Cristiano Ronaldo apagado em campo. Se não fossem as inúmeras chances de gols perdidas o resultado seria favorável e no jogo de volta em Madri o time teria grande chance de ir á final.

    ResponderExcluir