Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Em jogo eletrizante, Bayern perde do PSG em casa e terá que se superar para avançar à semi da Champions

Bayern de Munique e Paris Saint-Germain fizeram uma partida eletrizante na Allianz Arena, nesta quarta-feira, e que terminou com vitória francesa por 3 a 2 no duelo de ida das quartas de final da Champions League.

O Bayern não perdia na competição desde 2019, há 19 jogos.

O jogo da volta será na terça-feira da semana que vem, em Paris. O Bayern terá que vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar à semifinal da Liga dos Campeões, ou triunfar por um gol de vantagem desde que faça quatro.

Hansi Flick escalou praticamente o mesmo time que venceu o RB Leipzig na rodada passada da Bundesliga, com Choupo-Moting no comando de ataque - lembrando que Lewandowski está lesionado e Gnabry testou positivo para Covid.

Debaixo de muita neve, o Bayern foi muito superior ao PSG no primeiro tempo, sufocando o rival no campo de defesa e criando inúmeras chances. Mas quem foi para o intervalo vencendo foram os franceses.

Aos dois minutos, Moting acertou cabeçada no travessão. No contra-ataque, os visitantes abriram o placar. Neymar arrancou em velocidade e deu passe para Mbappé marcar, contando com pequena ajuda de Manuel Neuer, que viu a bola passar por entre as pernas.

O goleiro Navas evitou o empate do Bayern em duas oportunidades: na primeira em cabeçada à queima-roupa de Goretzka e, depois, em bomba de Pavard, no cantinho.

Em uma das poucas investidas ofensivas, o PSG fez o segundo gol. Aos 28 minutos, Neymar levantou na área e Marquinhos dominou livre na frente de Neuer e mandou para as redes.

Aos 37 minutos, Pavard cruzou na medida e Choupo-Moting marcou de cabeça, diminuindo o prejuízo bávaro. Por falar em prejuízo, o técnico Hansi Flick precisou tirar Goretzka e Süle na etapa inicial, ambos com problemas musculares, colocando Davies e Boateng.

O segundo tempo começou movimentado, com os goleiros trabalhando bem. Neuer pegou finalização de Neymar e Navas fez duas defesaças em chutes de Alaba e Pavard.

Aos 15 minutos, Thomas Müller usou a cabeça para deixar tudo igual no placar. O gol saiu após batida de falta de Kimmich na área, encontrando o camisa 25 livre por entre os zagueiros.

Quando o cenário era todo favorável ao Bayern de Munique após o empate, o PSG marcou o terceiro gol. Mbappé recebeu na esquerda em rápido contra-ataque e bateu no canto de Neuer, que nem se mexeu.

Os alemães pressionaram bastante nos minutos finais e quase marcaram em chutes de Alaba e Müller. Ambos saíram raspando a trave.

2 comentários:

  1. Se o Flick for técnico da Alemanha, com os talentos que tem, a seleção vai voar

    ResponderExcluir
  2. Flick dá de 1000 a zero no Low.
    Muller ainda twm vaga na Alemanha ,facil ,facil.

    ResponderExcluir