Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Alemanha cai em grupo da morte ao lado do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

A Fifa sorteou nesta quarta-feira, em Zurique, na Suíça, os quatro grupos do torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que vão começar no mês de julho de 2021.

E a seleção alemã do técnico Stefan Kuntz terá pela frente uma chave bastante complicada, ao lado de Brasil - reeditando a última final olímpica -, Costa do Marfim e Arábia Saudita. Lembrando que a seleção germânica feminina não se classificou.

O Brasil é sempre um adversário complicado e será o jogo de estreia nos Jogos, enquanto a Costa do Marfim é da escola africana, historicamente muito forte em Olimpíadas. A equipe saudita é a mais fraca do grupo.

As duas melhores seleções de cada chave avançam para as quarta de final. Se ficar na primeira colocação, a Alemanha enfrentará o segundo lugar do grupo C; caso avance em segundo, enfrentará o primeiro colocado do grupo C.

Confira os grupos:

Grupo A: Japão, África do Sul México e França

Grupo B: Nova Zelândia, Coreia do Sul, Honduras e Romênia

Grupo C: Egito, Espanha, Argentina e Austrália

Grupo D: Brasil, Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita

Veja a tabela de jogos:

22 de julho - Brasil x Alemanha - em Yokohama

25 de julho - Arábia Saudita x Alemanha - em Yokohama

28 de julho - Alemanha x Costa do Marfim - em Rifu

3 comentários:

  1. Hummm, vexames a vista... o Kuntz, coitado, que fria ele está. Lembro bem dele, jogou a final da Euro 96, fez um gol de cabeça contra a Inglaterra, na semi-final, anulado estranhamente pelo juiz, mais ou menos na linha do gol da Bélgica (não lembro agora o jogador, mas foi técnico também depois) contra o Brasil em 2002. Coisas estranhas do futebol que acabam passando um tanto desapercebidos! Mas em relação a seleção olímpica alemã, no Japão, dado o momento, acho que novos micos a vista. Futebol alemão está "mortinho" da Silva (ou do Fritz), depois da derrota em casa pra Macedônia do Norte, de levar de 6x0 da Espanha, de apanhar de 4x2 em casa da Holanda, isso tudo depois de 0x1 México e 0x2 Coréia em 2018 e por aí vai, "meu Deus, Pare que eu quero descer. Sané, Werner, Reus, são bons jogadores, apenas isso, é uma geração nota 7, não ganharam nada, muito pouco para um passado gigante e que está cada vez mais distante. Penso que teremos que nos contentar com a tecnologia e "assistir" velhos Hits, Beckenbauer, Gerd Müller, Overath, ... Jürgen Klinsmann, Mathaus, Schweinsteiger, Lahm, e para por aí, apenas alguns exemplos do que foi uma camisa vitoriosa, mas que está se perdendo em termos de novas gerações, badaladas, mas nem tanto talentosas e principalmente: vencedora! É uma lástima! Brasil x Alemanha, na olímpiada, hummmm...

    ResponderExcluir
  2. Também acredito que essa seleção olímpica da Alemanha vai passar vergonha no Japão. Vai levar uma goleada do Brasil e deve ficar na lanterna da chave.

    ResponderExcluir
  3. "... da morte...!" está a bolinha da Alemanha, seja seleção principal, olímpica, nem meus filhos mais querem usar os botões da Mannschaft quando vou jogar com eles (antes era uma "briga" para ver quem ficava com a Alemanha), mas agora... Acabei ficando eu com a Manns... e acabei ficando com o Manuel Neuer de caixa de fósforo, reforçado com durex como goleiro... Meu Deus e não é que levei uma goleada! Nem lembro de qual adversário, acho que escolheram o Paraguay, não vou dizer de quanto foi! Quem é mais novo vai achar estranho esta postagem, dado o império do vídeo game, quem tiver mais ou menos minha idade (52 a), vai entender, pois em algum momento da infância brincou com jogo de botão e irá lembrar de como se fazia o goleiro! Bons tempos, o meu/nosso, não da seleção Alemã atual (pífia...).

    ResponderExcluir