Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Relembre o último título do Schalke 04 no Campeonato Alemão. Já faz muito tempo

Por Futebol na Veia

Clube de Gelsenkirchen está entre os maiores vencedores da competição

Ao todo, o Schalke possui sete títulos do Campeonato Alemão, sendo assim, o quarto maior vencedor na história da competição. Sua hegemonia na Alemanha durou quase 10 anos, quando dominou totalmente o cenário futebolístico do país. Dessa forma, relembraremos o último título do torneio conquistado pelo S04.

Fundado em 4 de maio de 1904, na cidade de Gelsenkirchen, o Schalke 04 é um dos clubes mais tradicionais e vitoriosos da Alemanha. São 16 títulos nacionais, a contar por Campeonato Alemão, Copa da Alemanha, Copa da Liga Alemã e Supercopa da Alemanha. Além da conquista da Taça da UEFA (equivalente a Liga Europa), seu único título a nível continental. 

Portanto, agora conseguimos entender o porquê da importância do Schalke 04, o tamanho de sua torcida e a sua relevância nos campos de seu país. Entretanto, existe um porém nessa história vitoriosa do clube, pois, a maioria dos títulos e prestígios dos Azuis reais são antes do século XXI. Assim, sendo a Supercopa da Alemanha 2011/12, sua conquista mais recente. Logo, são oito anos sem que o clube consiga soltar o grito de campeão.

SUPREMACIA AZUL E BRANCA – 1933 A 1942

Em suma, durante os anos de 1933 a 1942, o Schalke viveu, disparadamente, o seu melhor período em toda história. Assim, tendo conquistado seis dos seus sete títulos do Campeonato Alemão, além de ter chegado a nove finais da competição. Mostrando o quão forte era sua hegemonia no cenário nacional. Logo, se hoje é o Bayern de Munique que domina as competições pela Alemanha, os torcedores dos anos 30 e 40, se acostumaram a ver os Mineiros mandando no futebol do país. 

Esse período de grande sucesso do Schalke, coincide com o regime Nazista, instaurado por Adolf Hitler, e que durou de 1933 a 1945. Dessa forma, devido ao cruzamento das conquistas do Schalke com o período Nazista na Alemanha, Hitler teria sido mais um torcedor da equipe de Gelsenkirchen. Até porque, os Azuis eram os mais vitoriosos e, portanto, mais populares da época. 

Coincidentemente, ao fim do Nazismo e término da Segunda Guerra Mundial, o declínio do Schalke 04 foi sem precedentes. Afinal, era a equipe que dominava o futebol alemão por quase dez anos. Em suma, a popularidade dos Azuis reais foi caindo, assim como a sua hegemonia dentro do campo, o que levou o clube a ficar sem ganhar títulos, principalmente o Campeonato Alemão por um período de 16 anos. 

TEMPORADA 1957/58


Bem como já era dono de seis taças do Campeonato Alemão e de uma da Copa da Alemanha, o Schalke 04 encerrou seu jejum de títulos após longos 16 anos de espera. A equipe do Vale do Ruhr, conquistou o seu sétimo caneco na temporada 1957/58, após uma campanha consistente na fase regular e também nas fases finais da competição. 

Dessa forma, na estreia do Campeonato em 11 de maio de 1957, a equipe de Gelsenkirchen iniciou sua campanha com ótima vitória, goleando o SF Hamborn 07 por 5 x 0, dando ânimo e mostrando que era sim possível, sonharem com o título da principal competição do país, e encerrarem o jejum incômodo que em 1957, já durava 15 anos. 

Em suma, das 30 partidas da fase regular do campeonato, o Schalke saiu vitorioso em 18 ocasiões, empatou oito, e perdeu apenas quatro. Era um time que sabia atacar, tendo marcado o placar por 74 vezes, e sofrido menos da metade dos gols que marcou, 36 durante as 30 rodadas do campeonato. Portanto, mostrando o quão regular era o time naquela temporada.

Assim, a equipe se classificou para as fases finais, que consistia em uma divisão por dois grupos, A e B, formado por quatro times cada. Assim, em seu grupo, o Schalke enfrentou primeiro o Eintracht Braunschweig, derrotando-os por 4 x 1. No segundo confronto, os azuis enfrentaram e derrotaram TeBe Berlin, por uma goleada histórica de 9 x 0. E por último, uma vitória por 3 x 0, sobre o Karlsruher SC, para avançar à grande final. 

A GRANDE FINAL

Com vaga garantida na final, o Schalke conheceu o adversário que enfrentaria em 18 de maio de 1958, no estádio da Baixa Saxônia, em Hanôver. Portanto, o confronto seria contra o Hamburgo, que até a final só tinha sido derrotado em apenas seis partidas, de 34, durante todo o campeonato. Assim, mostrando que também tinha grandes chances de sair com a taça. 

Era um embate entre as duas melhores equipes daquele ano, que pouco perdiam, e que marcavam muitos gols. A promessa era de uma final aberta, com bastante chances para ambos os times. Na cidade de Hanôver, segundo o portal da Federação Alemã de Futebol, eram cerca 85.000 espectadores para aquela grande final. 

Em um jogo digno de uma grande final, o Schalke atacou e também foi ameaçado pelo Hamburgo, mas a superioridade da equipe de Gelsenkirchen prevaleceu. Logo no inicio de jogo, aos cinco minutos, o atacante Berni Klodt marcou de cabeça após cruzamento, abrindo o placar para os Mineiros.


Em síntese, o primeiro tempo teve mais domínio do Schalke, apesar das tentativas do Hamburgo, mas aos 29 minutos, mais uma vez Berni Klodt, desta vez com chute forte na grande área, marcava e ampliava a vantagem dos Mineiros para 2 x 0. Assim terminando o primeiro tempo, com o tempo e o placar a favor do Schalke.

Na etapa final, o jogo se tornou disputado, porém, o Hamburgo ainda se encontrava na desvantagem de dois gols. Desse modo, conforme o passar do tempo, os Azuis reais estavam cada vez mais próximos de seu sétimo título do Campeonato Alemão. Dessa forma, sendo confirmado aos 35 minutos da etapa final, com o gol de Manfred Kreuz, e coroando a campanha da equipe naquele ano.

ÍDOLOS DA CAMPANHA VITORIOSA

Naquela temporada, o Schalke era comandado pelo treinador austríaco Edi Frühwirth, que esteve à frente da equipe por cinco anos, a começar por 1954. Assim, em 1955, Frühwirth foi campeão Copa Oeste da Alemanha e finalista da Copa da Alemanha. Ainda levando os azuis à uma campanha memorável na temporada 1957/1958, dessa forma, tendo gravado o seu nome na história vitoriosa do clube.

O atacante Berni Klodt, autor de dois gols no jogo final, também foi um dos grandes nomes da equipe de Gelsenkirchen naquela temporada. Tendo sido assim, o principal jogador, por ter sido o grande goleador do time. Além de ter defendido o Schalke por 14 anos de sua carreira, Klodt é um dos grandes ídolos que estão gravados na história dos Mineiros .

Manfred Kreuz, tendo marcado o terceiro contra o Hamburgo, que sacramentou a vitória e, consequemente, deu o título para a equipe, é mais um nome que é guardado com gratidão por parte dos torcedores azuis e branco. Kreuz teve o Schalke 04 como único clube profissional, em seus 12 anos de carreira, que se encerrou na temporada 1967/1968.

62 ANOS SEM VENCER O CAMPEONATO ALEMÃO

A partir do ano de 1963, o Campeonato Alemão passou a ser reconhecido como Bundesliga. Dessa forma, podemos dizer que, como o último título do Schalke 04 foi em 1958, os Mineiros ainda não foram, ainda, campeões da liga, apesar dos seus sete títulos do antigo Campeonato Alemão, que a instituição conquistou durante a sua trajetória antes do ano de 1963.

A temporada 1957/58 está marcada na história do Schalke 04, por ter sido seu sétimo título do Campeonato Alemão, quebrando o jejum de 16 anos em que a equipe ficou sem ganhar a competição. Além do fato de ter sido a última vez em que a equipe azul de Gelsenkirchen levantou a taça da principal competição nacional, até os dias atuais.

Nenhum comentário