Ad Home

Últimas

teste de anúncio

A um passo do hexa! Gnabry brilha, Bayern derruba o Lyon e vai à final da Champions League diante do PSG

Após sete anos, o Bayern de Munique está novamente em uma decisão de Champions League. Nesta quarta-feira, na cidade de Lisboa, o clube bávaro venceu o Lyon por 3 a 0 e se classificou para encarar o PSG no jogo do título.

Dois gols foram de Gnabry, ambos no primeiro tempo, e Lewandowski anotou o outro, já no finalzinho.

A decisão está marcada para o próximo domingo, 23 de agosto, no estádio da Luz, também na capital portuguesa.

Lembrando que o Bayern já faturou a Liga dos Campeões cinco vezes (1974, 1975, 1976, 2001 e 2013) e agora está bem perto do hexa. Além disso, o clube busca igualar a tríplice coroa conquistada em 2013, com os títulos da Bundesliga, Copa da Alemanha e Champions.

O time alemão começou o jogo devagar e viu o Lyon quase abrir o placar em duas oportunidades claríssimas. Na primeira, Depay saiu cara a cara com Manuel Neuer, que fechou bem o ângulo e obrigou o atacante a finalizar para fora.

Depois, Ekambi recebeu na pequena área, passou pela marcação e chutou na trave.

No lance seguinte ao susto, aos 18 minutos, saiu o primeiro gol do Bayern. Kimmich acertou um belo lançamento para Gnabry, que dominou pelo lado direito, levou a bola para o meio e soltou a bomba no ângulo do goleiro Anthony Lopes. Golaço.

Na sequência, o arqueiro do Lyon fez grande defesa em outra finalização de Gnabry.

Já com domínio das ações, não demorou para sair o segundo gol. Aos 33, Perisic cruzou na área e Lewandowski perdeu um gol feito, parando em defesa de Lopes. No rebote, Gnabry só tocou para a meta vazia, segundo dele.

O ritmo da etapa final foi bem parecido com o da primeira. Os franceses assustaram com Ekambi, que recebeu livre na área e parou em defesaça de Neuer.

Quando acelerava o jogo, o Bayern conseguia criar oportunidades. Lewandowski teve duas boas chances para marcar, mas não conseguiu. Perisic também perdeu grande chance, defendida pelo arqueiro rival.

Aos 35 minutos, o brasileiro Philippe Coutinho, que havia entrado no lugar de Gnabry, deixou sua marca. A arbitragem, porém, anulou o gol do camisa 10 por impedimento.

Estava faltando o dele. Aos 43 minutos, Kimmich bateu falta na cabeça de Lewandowski, que subiu mais que o zagueiro e mandou para o barbante. Terceiro do Bayern e vaga na final confirmada. Que venha o PSG.

Nenhum comentário