Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Olha a polêmica! Bayern se pronuncia sobre Hummels, Boateng e Müller e se diz "irritado" com Joachim Löw

Nesta terça-feira, o técnico Joachim Löw surpreendeu a todos ao informar que não vai mais convocar Mats Hummels, Jerome Boateng e Thomas Müller para seleção alemã, dando continuidade ao processo de reformulação da seleção alemã.


Até aí, tudo bem. O comandante era cobrado por uma renovação na Mannschaft e tem o direito de convocar quem ele acha estar em melhores condições. E o trio do Bayern de Munique não vivia um bom momento na equipe nacional.

O fato é que o Bayern não gostou nada de como esse anúncio foi feito, às vésperas de jogos importantes pela Bundesliga e Liga dos Campeões. Em um comunicado oficial, o clube de Munique se disse irritado com a atitude de Joachim Löw.
Confira o comunicado:

O treinador da seleção alemã, Joachim Löw, decidiu não chamar mais os nossos jogadores Thomas Müller, Mats Hummels e Jerome Boateng no futuro. Em princípio, não questionamos as decisões do treinador, as convocações da equipe nacional são feitas sob a responsabilidade dele.

No entanto, consideramos o momento da comunicação para a imprensa como questionável. O último amistoso da equipe alemã aconteceu em 19 de novembro de 2018.

Os jogadores e o público foram informados dessa decisão apenas alguns dias antes de uma partida importante na luta pelo título da Bundesliga e da partida de volta contra o Liverpool, pelas oitavas da Champions. Isso nos irritou.

Além disso, ficamos surpresos que isso tenha acontecido após uma visita não informada e nem marcada de Joachim Löw e Oliver Bierhoff (diretor das seleções) à Säbener Straße (centro de treinamentos do Bayern).

Thomas Müller (100 jogos), Mats Hummels (70) e Jerome Boateng (76) fizeram, no total, 246 jogos para na Alemanha e tiveram uma década de muito sucesso, com a conquista da Copa do Mundo de 2014 como destaque. O Bayern de Munique tem muito respeito pelas atuações de Thomas, Mats e Jerome pela seleção alemã e pelo futebol alemão.

Nenhum comentário