Ad Home

Últimas

Por conta da sua doença, Götze estará em condições de jogar a Copa 2018? Confira qual é a tendência

Está evidente que o ano de 2017 não vem sendo um dos melhores da carreira do responsável pelo gol do título da seleção alemã na Copa de 2014. Mario Götze descobriu que sofre de miopatia, uma doença que provoca inflamação muscular crônica, e como se já não bastasse isso deixar o meia-atacante fora dos gramados por seis meses, recentemente a sua aparência tem impressionado os torcedores e os deixando um tanto quanto curiosos a respeito da sua condição física para Copa do Mundo de 2018.

Leia também: Exames apontam que Mario Götze sofre de miopatia. Mas o que é isso? Entenda

No duelo ocorrido no último dia 13 de setembro pela Champions League, Götze foi assunto não apenas pela pancada que levou no rosto do zagueiro do Tottenham, Vertonghen, mas também por apresentar um inchaço no rosto bem perceptível. Muitos torcedores chegaram a comentar nas redes sociais.


Mas, afinal, será que esse inchaço apresentado pelo jogador ultimamente teria alguma relação com os medicamentos utilizados após a descoberta da doença metabólica?

Veja as imagens: Fotos recentes mostram Götze um tanto quanto "rechonchudo"

O fato é que a rotina do camisa 10 do Borussia Dortmund mudou. Medicamentos agora fazem parte do cotidiano dele. O metabolismo do atleta está diferente, e para impedir que ele apresente o principal sintoma causado pela miopatia, a fraqueza nos músculos, é necessário realizar um tratamento que pode acarretar alguns danos negativos.

O Alemanha FC conversou com alguns especialistas em farmácia bioquímica e hematologia e chegou à conclusão de que a tendência é que Götze não consiga mais jogar futebol em alto nível, como sempre se esperou dele. Veja bem, leitor. Essa é a "tendência". Obviamente que as pessoas têm reações diferentes a tratamentos medicamentosos e podem até ficar livres de prováveis efeitos colaterais ou outras coisas do tipo.

É o que torcemos no caso do jogador alemão.

Rendimento pode cair bruscamente

A forma de tratamento da miopatia varia de acordo com o tipo e dependerá da sua etiologia, obviamente. Entretanto, "pensar" na terapia medicamentosa para essa doença consiste em reverter a resposta inflamatória com o uso de anti-inflamatórios não-esteroidais ou corticoesteroides.

Esse tipo de tratamento pode influenciar diretamente no rendimento do atleta, podendo fazer com que ele precise se afastar dos gramados não por impedimento de jogar ou alguma causa clínica, mas sim por apresentar um rendimento muito abaixo do esperado. Em outras palavras, ser afastado por não reunir condições físicas ou técnicas para o futebol profissional.

Veja também: Mario Götze anuncia que está curado e já prepara seu retorno ao futebol

Uma situação parecida aconteceu aqui no Brasil, com o jogador Ederson, do Flamengo, que recentemente descobriu um câncer nos testículos e agora está passando pelo processo de quimioterapia. Apesar dos efeitos colaterais da quimioterapia variarem de pessoa para pessoa, algumas drogas são capazes de causar efeitos no sistema nervoso e provocar fraqueza, dores musculares e cansaço. E, consequentemente, também pode diminuir a capacidade de rendimento do atleta.

Caso o inchaço apresentado por Götze for mesmo consequência e efeito colateral causado pelo uso de corticoides, o caso dele é mais grave do que parece e foi divulgado. Na Alemanha, nesse tipo de procedimento, o protocolo de medicação é muito rígido, diferentemente do feito no Brasil. Por lá, toda etapa do tratamento é respeitada, sendo os corticoides utilizados apenas em último caso, quando necessários.

E mais: Götze fala abertamente sobre doença: "Agora remédios fazem parte da minha vida"

Se Mario Götze já esta usando os corticoides indicados pelos médicos alemães, o quadro de doença dele pode estar bastante intenso e avançado.

Além do desequilíbrio provocado no organismo pelos medicamentos, também é importante ressaltar o critério dopagem, já que algumas substâncias medicamentosas que possam ser utilizadas por ele podem acabar sendo consideradas doping.

Só o tempo irá dizer se o jogador do BVB conseguirá superar os obstáculos causados pela sua doença e melhorar seu rendimento em campo, voltando a apresentar um bom futebol. O técnico da Mannschaft, Joaquim Löw, acredita na recuperação do meia-atacante e se diz satisfeito com os resultados apresentados pelo jogador.

E você, acha que Götze vai voltar a ser o menino de ouro da seleção de Löw e conseguir chegar bem para a Copa da Rússia? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

*Agradecimento especial ao farmacêutico bioquímico e hematologista Cláudio Carneiro de Oliveira


Um comentário:

  1. Mais que o brilhante jogador, que a pessoa Götze se recupere bem!!

    ResponderExcluir