Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Ex-goleiro Jens Lehmann é demitido do Hertha Berlim após comentário racista a Aogo no WhatsApp

O ex-goleiro Jens Lehmann, com passagens por Schalke, Borussia Dortmund, Stuttgart, Milan e Arsenal, foi demitido da direção do Hertha Berlim após fazer comentário racista em uma conversa com o ex-jogador Dennis Aogo, pelo WhatsApp.

E MAIS: Hertha demite membro da comissão técnica por declarações xenófobas e homofóbicas

Aogo é comentarista na Sky Sports e postou em seu Instagram a mensagem na qual Lehmann diz que ele "é um negro cumprindo cota" na emissora de TV.

"Uau, você está falando sério? Esta mensagem provavelmente não devia ser para mim", disse Aogo em resposta ao ex-goleiro.

Lehmann chegou a pedir desculpas ao ex-jogador, mas a demissão já estava consumada.

"Uma mensagem privada enviada do meu telefone para Dennis Aogo deu uma impressão, pela qual me desculpei em uma conversa. Como ex-jogador da seleção alemã, ele é muito experiente, tem uma grande presença e traz muita qualidade para a Sky", disse.

Werner Gegenbauer, presidente do Hertha Berlim, justificou a dispensa de Jens Lehmann do clube da capital alemã.

"Tais declarações não correspondem aos valores pelos quais o Hertha defende e faz campanha ativamente. O Hertha se distancia de qualquer forma de racismo".

A Sky Sports também repreendeu Lehman em comunicado.

"Dennis Aogo é um colega muito estimado e um excelente analista, e estamos felizes por tê-lo em nossa equipe. Nós da Sky condenamos qualquer forma de racismo e não damos espaço ou plataforma para o racismo. Muitas vezes recebemos Jens Lehmann como convidado em nosso programa e estamos muito desapontados com seu comportamento. Não planejamos convidá-lo de volta às nossas transmissões".

Jens Lehmann jogou na seleção alemã de 1998 a 2008, encerrando a carreira 2011. Já Dennis Aogo, aposentado desde 2017 e que defendeu Freiburg, Hamburgo, Schalke e Stuttgart, estava na Mannschaft que ficou em terceiro lugar na Copa do Mundo de 2010.

Nenhum comentário