Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Saiba quem é Kathleen Krüger, a mulher mais poderosa do Bayern de Munique

Sem ela, nada no Bayern de Munique funciona. Pode parecer exagero, mas Kathleen Krüger, de 35 anos de idade, tem um papel fundamental dentro do clube bávaro, seja dentro ou fora de campo.

VÍDEO: Schweinsteiger dá susto em Kathleen, gerente do Bayern. Assista

Com o cargo de gerente, Krüger é responsável por toda organização e logística do time de futebol profissional do Bayern. Voos, hotéis, traslados nos locais dos jogos, equipamentos nos vestiários, planejamento do campo de treinamento... tudo isso passa por ela.

Kathleen Krüger também trabalha nos jogos da equipe, seja na Allianz Arena ou fora dela. 

A moça tem comunicação por rádio com o departamento médico do Bayern, por meio de um fone de ouvido. Se, por exemplo, jogadores lesionados são tratados dentro de campo, ela é a primeira pessoa a receber a informação e, depois, repassa para a comissão técnica no banco. 

Como Krüger se tornou a alma bávara

Sua carreira no Bayern começou em 2003, como jogadora. Kathleen chegou ao clube aos 18 anos de idade, proveniente do FFC Wacker Munich. Após 33 jogos na Bundesliga feminina (e um gol marcado), a meio-campista encerrou sua carreira em 2009, com apenas 24 anos.

"Parei porque naquela época a gente não ganhava tanto para um esforço enorme. Além de jogar, todas nós tínhamos que trabalhar por fora ou estudar", disse Krüger em entrevista recente ao site oficial do Bayern.

Quando a atleta abandonou a carreira, o diretor esportivo Christian Nerlinger procurava um assistente. Krüger trabalhava na organização feminina do Bayern. "Um dia, o presidente Uli Hoeness simplesmente me perguntou se eu poderia me imaginar auxiliando Christian. Depois, passei por um processo seletivo de três meses e consegui o emprego", contou.

Em 2012, quando Matthias Sammer assumiu o cargo de Nerlinger, a ex-jogadora foi promovida para função de gerente da equipe masculina. Sammer não gostou e questionou sua posição, pedindo a saída da moça.

Foi então que Jupp Heynckes, técnico do Bayern na ocasião, procurou Uli Hoeness e informou: "Se Kathleen sair, eu também vou embora". A decisão foi revertida e ela seguiu como gerente, a contragosto de Sammer.

De lá para cá, Kathleen Krüger se transformou em figura unânime dentro do Bayern de Munique. Com o tempo, ela se aproximou da equipe. "Ela é quem mantém o time unido. Independentemente dos problemas, sempre podemos ir até ela", disse Thomas Müller ao SportBild.

O contato com os jogadores é tão próximo que Krüger é a única pessoa de fora do elenco que faz parte do grupo WhatsApp dos atletas. 

Em entrevista concedida ao podcast do Bayern, a gerente revelou que tem contato mais íntimo com três jogadores do time: Serge Gnabry, David Alaba e Joshua Kimmich. 

"Existem alguns jogadores com quem tenho um relacionamento mais próximo e que, às vezes, se sentam comigo no meu escritório por meia hora antes do treino. E aí conversamos sobre tudo, coisas pessoais, profissionais. E são principalmente esses três nomes". 

Mesmo fora do Bayern há alguns anos, o técnico espanhol Pep Guardiola, atualmente no Manchester City, mantém contato com Kathleen Krüger. Quando o comandante está em Munique, ele a visita - o treinador ainda tem um apartamento na cidade. No escritório da moça, Guardiola deixou uma mensagem na lousa, escrita à mão: "Você estará sempre no meu coração".

Pausa na carreira

Em breve, a moça terá que dar um tempo de Bayern de Munique. No entanto, é por um bom motivo. Segundo informações do Bild, Krüger está grávida! O primeiro filho deve nascer em maio e, por isso, ela ficará afastada por alguns meses.

Ela vive com seu marido de forma anônima, longe dos holofotes.

Os jogadores do Bayern foram informados da gravidez com toda equipe reunida. E foi uma festa, com muitos aplausos. 

Alguém terá que fazer o trabalho de Kathleen Krüger por algum tempo. O clube ainda está avaliando quem será a pessoa designada para essa vaga temporária. Ela promete voltar com tudo. 

Nenhum comentário