Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Contra a Ucrânia, fora de casa, Alemanha conquista sua primeira vitória na história da Liga das Nações

Após seis jogos, a seleção alemã, enfim, conquistou sua primeira vitória na história da Liga das Nações - isso contando também a edição passada. Neste sábado, a Alemanha visitou a Ucrânia em Kiev e venceu por 2 a 1, gols de Ginter e Goretzka.

O resultado leva o time de Joachim Löw aos cinco pontos, na segunda colocação do grupo A, enquanto a líder Espanha tem sete. Lembrando que apenas o primeiro colocado de cada chave avança à fase final. Os ucranianos têm três e os suíços só um.

A equipe germânica volta a campo na terça-feira da semana que vem, quando recebe a Suíça, em Colônia, novamente pela competição europeia. Clique aqui e confira a agenda de jogos completa da Mannschaft.

Löw mandou a campo a seguinte escalação: Neuer; Ginter, Süle e Rüdiger; Klostermann, Kimmich, Kroos, Goretzka e Halstenberg; Draxler e Gnabry. Depois entraram Timo Werner, Emre Can e Havertz.

Apesar da formação inicial teoricamente mais defensiva, a Alemanha teve um bom volume de jogo ofensivo, ocupando o campo de ataque a maior parte do tempo.

Principalmente após o gol de Ginter, que abriu o placar aos 20 minutos. Depois de batida de falta na área, a bola sobrou para Rüdiger, que levou para a direita e cruzou para o seu companheiro de zaga completar para as redes.

A equipe alemã chegou perto do segundo gol com Kimmich, que exigiu excelente defesa do goleiro Buschan em finalização de fora da área. 

O arqueiro rival fez outra grande intervenção em cabeçada de Gnabry. Depois, Kroos quase marcou em chute de fora, mas a bola passou raspando a trave.

Na etapa final, toda boa atuação do goleiro Buschan foi manchada pela falha no segundo gol alemão: aos quatro minutos, Klostermann cruzou, o ucraniano errou ao tentar encaixar a bola e soltou na cabeça de Goretzka, que mandou para o fundo do gol.

No lance seguinte, o goleiro adversário fez defesaça em chute de Draxler, evitando o terceiro gol. Klostermann também parou em intervenção do goleiro.

A Ucrânia ameaçou muito pouco. Manuel Neuer praticamente não foi exigido. Aos 30 minutos, porém, Süle derrubou Yaremchuk na área e o árbitro marcou pênalti, convertido por Malinovsky.

O gol animou os anfitriões, que passaram a se arriscar mais na reta final do duelo. Mas a Alemanha seguiu administrando bem, sem dar muitas chances ao adversário.

Nenhum comentário