Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Jogadores que se manifestaram pedindo justiça por George Floyd podem ser punidos na Alemanha

A última rodada da Bundesliga foi marcada por homenagens e pedidos de justiça no caso do norte-americano George Floyd, homem negro que foi morto por um policial branco na cidade de Minneapolis.

Sancho e Hakimi, do Borussia Dortmund, McKennie, do Schalke, e Thuram, do Borussia M'gladbach, foram os jogadores que se manifestaram nos seus respectivos jogos.

A dupla do Borussia Dortmund celebrou seus gols com uma camiseta com a frase "Justiça por George Floyd". Já Thuram, também em comemoração de gol, se ajoelhou no gramado em alusão a Colin Kaepernick, quarterback da NFL, simbolizando a luta contra o racismo. 

E McKennie, que é norte-americano, entrou no jogo do Schalke com uma braçadeira pedindo justiça pelo compatriota assassinado.


O fato é que esse tipo de manifestação é proibida pelo regulamento da DFB (Federação Alemã).

Segundo informações do Bein Sports, Anton Nachreiner, presidente do comitê de controle da entidade, disse que os atletas podem até ser punidos. "Nós da DFB vamos analisar essa questão nos próximos dias e examinaremos as circunstâncias do caso", comentou, sem especificar qual tipo de sanção pode ser aplicada.

O que acha de uma possível punição aos jogadores? Comente!

Nenhum comentário