Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Bürki leva frangaço, Dortmund cede empate ao Werder e deixa o Bayern mais perto do título

O Borussia Dortmund vacilou de novo dentro da Bundesliga e vê o título cada vez mais distante. Neste sábado, jogando no Weserstadion, o time aurinegro chegou a abrir 2 a 0 diante do Werder Bremen, mas vacilou no segundo tempo e cedeu a igualdade por 2 a 2.

O BVB subiu aos 70 pontos, contra 74 do líder Bayern, que venceu neste sábado (3 a 1 sobre o Hannover). Nas duas últimas rodadas, o Dortmund pega Düsseldorf, em casa, e Gladbach, fora. Já o Bayern tem duas paradas duras, contra RB Leipzig (fora) e Eintracht Frankfurt (casa).

Para ainda sonhar com a conquista, o Dortmund precisa vencer seus dois jogos e ainda torcer para que o Bayern some apenas um ponto.


Mais encorpado em campo, com mais posse de bola e boa presença ofensiva, o Dortmund tomou conta do duelo no primeiro tempo. E abriu o placar logo aos cinco minutos, com Pulisic, que recebeu na intermediária, fez bela jogada individual e colocou no canto de Pavlenka.

O segundo gol foi de Paco Alcácer, aos 40. Ele bateu falta com perfeição por cima da barreira e balançou as redes.

O BVB só não fez mais gols porque Pavlenka fez boas defesas em finalizações de Mario Götze e Pulisic. E o zagueiro Diallo ainda perdeu uma chance incrível, furando a bola já dentro da pequena área.

Na etapa complementar, o Werder tentou diminuir o prejuízo, mas parou na boa atuação defensiva dos visitantes. Lá atrás, Pavlenka continuou trabalhando ao defender chute venenoso de Delaney, no ângulo.

Paco Alcácer chegou a balançar as redes mais uma vez, mas a arbitragem assinalou impedimento do espanhol na jogada. Na sequência, o mesmo Paco cabeceou firme após cobrança de fata na área e Pavlenka fez uma defesa espetacular no canto.

Aos 25 minutos, em uma das poucas investidas ofensivas do Werder Bremen, Kevin Mohwald chutou sem muita força da entrada da área e o goleiro Roman Bürki levou um frangaço, deixando a bola passar por entre as suas pernas.

O gol animou o time da casa, que passou a pressionar em busca do empate. E a igualdade saiu. Aos 30, Akanji vacilou na área, Augustinsson foi mais esperto que o zagueiro e tocou para o interminável Claudio Pizarro, que pegou de primeira para balançar as redes.
Nos minutos finais, Rashica puxou contra-ataque em velocidade, invadiu a área e quase virou o marcador, parando em defesa de Bürki. O Dortmund chegou perto do terceiro gol com Pulisic, mas a finalização cruzada saiu raspando a trave.

Pizarro teve a oportunidade de marcar mais um nos acréscimos, cabeceando para fora ao receber cruzamento livre na área.

Nenhum comentário