Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Bayern atropela o Dortmund no primeiro tempo, goleia em casa e reassume a ponta da Budesliga

Na final antecipada da Bundesliga, deu Bayern de Munique sobre o Borussia Dortmund no "Der Klassiker". E o triunfo bávaro na Allianz Arena foi com autoridade: 5 a 0. Um verdadeiro massacre dos donos da casa no primeiro tempo e uma etapa final só de administração do resultado.

Com a vitória, o Bayern reassumiu a liderança do Campeonato Alemão faltando seis rodadas para o fim da competição. O clube de Munique agora soma 64 pontos, deixando o Dortmund um ponto atrás, com 63, na vice-liderança.

RB Leipzig e Frankfurt vencem fora de casa e ficam mais perto da vaga na Champions

Sem Paco Alcácer, lesionado, o técnico Lucien Favre deslocou Marco Reus para a função de centroavante do BVB, com Sancho e Bruun Larsen abertos pelas pontas. No meio, três volantes: Dahoud, Witsel e Delaney.

Já no Bayern, Niko Kovac preferiu deixar James Rodríguez e Ribéry como opções no banco. Thomas Müller foi o homem de criação mais centralizado, municiando o trio de ataque formado por Gnabry, Coman e Lewandowski.


E a etapa inicial foi um verdadeiro passeio do Bayern. O time bávaro teve mais posse de bola, mais volume ofensivo e finalizou 15 vezes, contra apenas três do rival aurinegro. E os donos da casa ganharam praticamente todas as jogadas de bolas aéreas no seu ataque.

Logo no primeiro minuto, Hummels quase marcou de cabeça. Na sequência, o Borussia Dortmund puxou contra-ataque com Bruun Larsen, a bola chegou na área para Marco Reus, que cruzou na marca do pênalti para Dahoud pegar de primeira, acertando a trave de Manuel Neuer.

Depois disso, o Bayern amassou o BVB. Aos 10 minutos, Thiago Alcântara bateu escanteio e Mats Hummels, de cabeça, abriu o placar. Os aurinegros ainda reclamaram falta de Lewandowski sobre Delaney neste lance, mas a arbitragem não marcou.

Aos 17, Zagadou saiu jogando errado na defesa e deu a bola nos pés de Lewa. O polonês avançou livre, aplicou um lindo chapéu no goleiro Bürki e chutou para o fundo das redes, anotando o segundo.


foi o tento 200 do centroavante do Bayern na Bundesliga - contando também sua passagem pelo próprio Dortmund -, o primeiro estrangeiro a alcançar esta marca em toda história


No minuto seguinte, Lewandowski chutou cruzado e Bürki fez uma defesaça, mandando para escanteio. Na batida, Thomas Müller ganhou de cabeça e o goleiro do Dortmund fez outra grande defesa, espalmando para o travessão.

Faltando cinco minutos para o intervalo, Müller parou em intervenção de Bürki após cobrança de falta ensaiada, mas, no rebote, Javi Martínez chutou no canto para ampliar. Aos 43, com o Dortmund perdido em campo, Müller cruzou na cabeça de Gnabry, que escorou longe do alcance do arqueiro adversário para anotar o quarto.


Favre voltou para o segundo tempo com Weigl na vaga de Zagadou, que foi um desastre na primeira metade do duelo. Com 15 minutos, o técnico do Borussia colocou Mario Götze no lugar de Dahoud, voltando Reus para o meio de campo.

Mas o jogo já estava perdido.

Com a goleada consumada, o Bayern de Munique tirou o pé do acelerador na etapa final e cozinhou o jogo, cadenciando mais a bola na intermediária. O BVB, mesmo sem sofrer tanto na defesa, também não agrediu no campo de ataque e mal causou problemas para Neuer.

Já na reta final da partida, Gnabry fez boa jogada pela direita e cruzou para Lewa, que chutou mascado com a zaga e perdeu a chance de fazer outro. Aos 44, o polonês fez mais um, seu segundo no jogo, quinto do Bayern: em mais um lance de flanco, Gnabry invadiu a área e deixou o camisa 9 livre para marcar, já sem goleiro.




Um comentário:

  1. Huahuhua... não deu nem pro cheiro kkkkk pobre Dortmund levou uma surra daquelas kkk e ainda acham que fazem frente ao maior da Alemanha

    ResponderExcluir