Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Seleção da 2ª rodada da Bundesliga - Chucrute FC / Alemanha FC

Por Vitor Rawet

Goleiro: Michael Rensing (Fortuna Düsseldorf)

O recém promovido Fortuna Düsseldorf foi com um plano de jogo concreto para enfrentar o Leipzig: Se defender a todo custo e sair na transição. E o goleiro Rensing foi essencial para a execução desse plano, já que suas sete defesas garantiram ao time da Renânia do Norte um ponto precioso.

Zagueiros: Joshuma Kimmich (Bayern de Munique), Waldermar Anton (Hannover) e Phillip Max (Augsburg)

Pela segunda semana seguida, Kimmich figura nesse espaço. Em um jogo que ele foi pouco exigido defensivamente, contribuiu com os habituais avanços para ser associativo principalmente com Robben e Müller. O lateral-direito teve 94% de aproveitamento nos passes, além de quatro passes-chave.

Diante do Borussia Dortmund, o Hannover conquistou um excelente resultado sem sofrer gols. O grande pilar da defesa foi o jovem Anton. Não permitiu qualquer chance ao ataque adversário com dois chutes bloqueados e uma roubada de bola. Além disso, foram apenas duas faltas cometidas nos 90 minutos.

Phillip Max cruza da esquerda e um dos atacantes do Augsburg aproveita a chance e coloca a bola nas redes. Quantas vezes vimos essa cena se repetir na temporada passada? Pois bem. Isso aconteceu mais uma vez no empate com o Mönchengladbach.

Meio de campo: Ondrej Duda (Hertha Berlim) e Leon Gortezka (Bayern de Munique)

A defesa do Schalke deve estar até agora tendo dores de cabeça com Duda. O eslovaco controlou o meio de campo e não foi páreo para os seus marcadores. Foi premiado com dois gols, sendo um deles em bela cobrança de falta no último minuto.

Goretzka mal chegou ao Bayern de Munique e já mostra a sua cara. Atuando com bastante liberdade no meio de campo bávaro, o ex-jogador do Schalke chegou várias vezes a frente finalizar e constuir jogadas. Não por coincidência, fez o gol que abriu o placar e ainda deu uma assistência.

Pontas: Thomas Müller (Bayern de Munique) e Josip Brekalo (Wolfsburg)

Müller é mais um está nesta seleção pela segunda vez consecutiva. Outra vez, não foi nem sombra do jogador nulo da Copa do Mundo. Presente em todos os lugares do terço final do campo, deu passes, finalizou e construiu jogadas. O gol e a assistência foram a cereja do bolo de uma atuação de gala.

Quem diria que o Wolfsburg seria um dos times com 100% de aproveitamento ao fim de duas rodadas? Talvez o grande destaque dos Lobos seja o jovem Brekalo. Como ponta-esquerda, não deu sossego aos zagueiros do Leverkusen. Participou no primeiro gol e ainda deu a assistência para o terceiro gol.


Atacantes: Yuya Osako (Werder Bremen), Robert Lewandowski (Bayern de Munique) e Adam Szalai (Hoffenheim)

Osako se adaptou muito bem ao seu novo clube. Sua constante movimentação no ataque do Bremen combina bastante com o estilo de jogo da equipe. Prova disso é que jogando dessa maneira o japonês marcou um gol e ainda deu dois passes-chave na vitória dos Papagaios sobre o Frankfurt.

Lewandowski fez novamente o que se espera dele. Foi a referência no ataque bávaro e assim deu uma assistência e deixou o seu gol, como de costume. É bem provável que o polonês seja outra vez o artilheiro da Bundesliga.

Pelo menos nesse início de campeonato, o concorrente de Lewandowski para a artilharia vem sendo Szalai. Se aproveitando de mais dois gols contra o Freiburg, o húngaro é nesse momento o maior goleador do campeonato alemão com três tentos.

Nenhum comentário