Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Seleção das quartas de final da Euro 2016 - Chucrute FC / Alemanha FC

Goleiro: Manuel Neuer (Alemanha)
Em uma rodada em que nenhum goleiro teve grande destaque, o camisa 1 alemão foi o herói da classificação da Nationalelf contra a Itália. Além de fazer um jogo extremamente seguro ao longo dos 120 minutos, pegou dois pênaltis e colocou a Alemanha nas semifinais da Euro.

Lateral Direito: Cedric (Portugal)
Em um jogo que Portugal não brilhou, o jogador do Sporting foi eficiente na defesa e no ataque, estando presente nos dois setores. Em 8 divididas, Cedric levou a melhor em 6, além de 5 desarmes. Além disso, foram 4 passes considerados importantes.

Lateral Esquerdo: Jonas Hector (Alemanha)
Muito contestado no início da Euro, o lateral do Colônia vem crescendo a cada partida. Não comprometeu na defesa e foi ataque na hora certa: fez o cruzamento que resultou no gol alemão. Para coroar, converteu o pênalti derradeiro que classificou a Alemanha contra a Itália.

Zagueiros: Ashley Willians (Gales) e Kamil Glik (Polônia)
Ashley Willians fez um jogo monstro. Foi soberano na defesa, mal concedendo chances ao ataque belga e ainda se aventurou muito bem no ataque. Foram 4 finalizações. Uma delas resultou no gol de empate que abriria caminho para a histórica classificação galesa.

Já o zagueiro polônes não fez feio apesar da eliminação de sua seleção. Se o jogo teve poucas chances claras para Portugal, um dos responsáveis por isso é Glik. Foram 7 divididas ganhas em 11, além de 88,6% de passes certos.

Meio-de-campo: Renato Sanches (Portugal) e Aaron Ramsey (Gales)
Mais uma vez o jovem de 19 anos fez excelente partida. Ao checar o seu mapa de calor, se vê que Renato Sanches esteve presente em todos os lugares do campo ofensivo. Construiu toda a jogada que culminou com o seu próprio gol em um belo chute de fora da área. Como se não bastasse, teve personalidade e cobrou a sua penalidade muito bem na disputa de pênaltis.

Ramsey provou que não existe “Bale-dependência” na seleção de Gales. Comandou a meia-cancha galesa, contribuiu com assistência e deu 6 passes importantes. Ainda teve 87% de acerto nos passes. Uma partida completa para mandar a Bélgica para casa. Pena que não joga a semifinal por suspensão.

Ponta direita: Antoine Griezmann (França)
Apesar de escalado na ponta nesta seleção, Griezmann jogou pelo meio e em alguns momentos entrava na área para finalizar. Fez belo gol em chute de fora da área e ainda contribuiu com duas assistências. É definitivamente um dos pilares da França nessa Euro.

Ponta esquerda: Dimitri Payet (França)
O jogador do West Ham é o outro pilar da seleção tricolor. Jogando pela esquerda, Payet mais uma vez infernizou a vida dos zagueiros adversários. Com três finalizações, além de um gol e uma assistência ele foi decisivo.

Atacantes: Olivier Giroud (França) e Hal Robson-Kanu (Gales)
Para quem pensou que Benzema faria falta a França se enganou. Duas cabeçadas no gol e dois gols colocam Giroud entre os melhores da semana. O atacante do Arsenal ainda deu uma assistência.
Robson-Kanu confundiu o zagueiro belga com uma bela finta e colocou a bola para dentro. Bonito gol que marcou a virada galesa e muito importante para a ida da seleção britânica as semifinais.


Nenhum comentário