Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Como vencer um jogo sem chutar uma bola no gol? O Hertha explica

Time da capital contou com gol contra de um adversário e chegou ao quarto lugar na tabela

> Texto original retirado da coluna "Danke, Alemanha" no Fox Sports

Quando o Bayern empatou com o Eintracht Frankfurt há algumas semanas e a diferença para o vice-líder Borussia Dortmund caiu para cinco pontos, falamos aqui que a Bundesliga poderia sim ser equilibrada nesta temporada. Doce ilusão. O time de Munique caminha a passos largos rumo ao inédito título invicto, sem rivais à altura.

Mesmo jogando para o gasto no sábado, o líder da competição foi até Gelsenkirchen, venceu o Schalke por 3 a 1 e abriu oito pontos de vantagem sobre os aurinegros, que tiveram uma apresentação bastante apática na derrota diante do Hamburgo.


O desafio bávaro agora é levar essa supremacia para a Champions League e tentar vencer a competição continental sob o comando de Pep Guardiola. Lembrando que a equipe já perdeu do Arsenal no torneio, atuando em Londres - na volta, porém, enfiou 5 a 1. Imbatível na Alemanha, nem tanto na Europa.

A 13ª rodada do Campeonato Alemão contou também com uma curiosa vitória do Hertha Berlim sobre o Hoffenheim por 1 a 0. Curiosa porque o time da capital somou os três pontos sem dar uma finalização certa sequer contra a meta a adversária Sim, zero chutes a gol. Mas como isso foi possível? Porque o tento da vitória foi contra, anotado por Polanski.

O Hoffenheim, por sua vez, também não conseguiu uma finalização certa - todos os quatro chutes dos visitantes foram para fora. Já o Hertha teve uma finalização errada. O que talvez possa explicar essa péssima jornada dos ataques é a forte nevasca que caiu em Berlim durante o duelo, deixando o visual em campo bem bonito, mas complicado para a prática do futebol.

Uma outra marca interessante neste final de semana foi alcançada pelo Wolfsburg. O massacre de 6 a 0 sobre o Werder Bremen consolidou a força dos Lobos atuando na Volkswagen Arena, aumentando para 29 jogos a invencibilidade em casa - esse número representa a maior série invicta como anfitrião entre as cinco principais ligas europeias (Alemanha, Itália, Espanha, Inglaterra e França).

Nada mal. A última derrota do Wolfsburg diante de seus torcedores em Bundesliga foi em março de 2014, um acachapante 6 a 1 para o Bayern.

Vamos aos jogos:

Hamburgo 3 x 1 Borussia Dortmund
Atuação ruim do Dortmund e triunfo bastante convincente dos donos da casa. Aubameyang deixou sua marca e lidera a artilharia com 15 gols na conta

Borussia M'gladbach 2 x 1 Hannover
Oito jogos de invencibilidade dos Potros, que contaram com gol do brasileiro Raffael já aos 40 minutos do 2º tempo para vencer

Eintracht Frankfurt 1 x 3 Bayer Leverkusen
Chicharito Hernandez marcou duas vezes, mas o grande nome do jogo foi Calhanoglu. O turco deu uma assistência e anotou um golaço

Colônia 0 x 0 Mainz
Apesar do empate sem gols, um duelo bem movimentado

Stuttgart 0 x 4 Augsburg
Talvez a principal surpresa da rodada. Goleada fora de casa que tirou o Augsburg da lanterna

Wolfsburg 6 x 0 Werder Bremen
Show de Max Kruse, autor de dois gols e de uma assistência. O Werder não viu a cor da bola e só não perdeu de mais porque os Lobos tiraram o pé

Schalke 1 x 3 Bayern de Munique
O líder do campeonato teve uma apresentação abaixo da média, mas suficiente para vencer. Lewandowski não marcou, mas Müller balançou as redes

Hertha Berlim 1 x 0 Hoffenheim
Jogo sem finalizações certas a gol. E o Hertha ocupando a surpreendente quarta colocação

Ingolstadt 3 x 1 Darmstadt
No duelo dos caçulas, melhor para o time da Audi, que virou e segue bem na temporada. Vale assistir depois ao golaço de Robert Bauer

Nenhum comentário