Time B? Alemanha supera o favorito Chile e é CAMPEÃ da Copa das Confederações



Quando saiu a convocação para Copa das Confederações sem Neuer, Boateng, Hummels, Kroos, Özil, Müller e companhia, poucos acreditavam que a Alemanha pudesse buscar o inédito título da competição diante dos favoritos Chile e Portugal, que foram com seus elencos principais e principais estrelas.


Mas deu Alemanha! Neste domingo, em São Petesburgo, na Rússia, o "time B" da Mannschaft venceu o Chile de Vidal e Alexis Sanchez por 1 a 0 e ficou com a taça pela primeira vez na história. Festa germânica de novo!


A próxima partida da seleção alemã será no dia 1º de setembro, contra República Tcheca, na cidade de Praga, válida pelas eliminatórias para Copa do Mundo de 2018. Para esse duelo, o técnico Joachim Löw deverá convocar todos os principais jogadores do país. Clique aqui e confira a agenda de jogos completa.


Primeiro tempo

A etapa inicial foi amplamente dominada pelo Chile, que teve muito mais posse de bola e presença ofensiva. A Alemanha apostava nos contra-ataques e também em erros do adversário - e foi assim que saiu o gol de Stindl, aproveitando bobeira de Marcelo Díaz, ex-jogador do Hamburgo. Lá atrás, a defesa esteve bem postada no esquema com três zagueiros e ter Stegen deu conta do recado quando foi exigido.

04 - Rüdiger desarmou Aranguiz na cara do gol e a bola sobrou para Vidal chutar, mas ter Stegen fez bela defesa com o pé
12 - Goretzka saiu errado na defesa, Vargas roubou a bola e chutou de fora para outra intervenção de Stegen
14 - Após cobrança de escanteio, Mustafi cabeceou por cima do gol chileno
19 - Quase gol chileno! Vidal chutou de fora e Stegen soltou nos pés de Sanchez, que errou a finalização no rebote
20 - GOL DA ALEMANHA! Werner roubou a bola de Marcelo Díaz na meia-lua da área e, na saída de Bravo, deixou Stindl livre para abrir o placar
36 - Contra-ataque perigoso da Alemanha, Goretzka recebeu pela direita da grande área e finalizou cruzado, para fora
39 - Werner puxou contra-golpe em velocidade, avançou pela esquerda e tocou para Draxler, que finalizou colocado da entrada da área, raspando a trave chilena
44 - Jara saiu jogando errado na defesa, Draxler avançou com a bola na intermediária ofensiva e deu com açúcar para Goretzka, que ficou cara a cara com Bravo e chutou em cima do goleiro


Segundo tempo

A segunda metade de partida foi bem catimbada, mais nervosa, com muitas jogadas ríspidas e confusões entre os jogadores. Foram poucas as oportunidades claras criadas, mas com o Chile ocupou seu campo de ataque a maior parte do tempo, sem que a Alemanha conseguisse encaixar um contra-ataque mortal. A equipe sul-americana pressionou demais nos 15 minutos finais e Stegen garantiu o título.

09 - Jogadaça individual de Draxler, que invadiu a área pela esquerda e chutou cruzado. A bola desviou em Jara e quase entrou
28 - Vargas ficou com a sobra de bate-rebate na área e finalizou rasteiro, no meio, para defesa de Stegen
29 - Pressão total do Chile e Vidal chutou forte da entrada da pequena área. Stegen mandou para escanteio
34 - Aranguiz arriscou de fora e Stegen mandou para escanteio, com a ponta dos dedos
38 - Puch disputou a bola com Stegen na linha de fundo e rolou para trás, mas Sagal mandou por cima. Quase saiu o empate
49 - STEGEN! Alexis Sanchez bateu falta no cantinho e o goleirão espalmou para o lado, salvando a Alemanha



FICHA TÉCNICA
ALEMANHA 1 x 0 CHILE

Local: Estádio Krestovsky, em São Petersburgo (Rússia)
Data: 02 de julho de 2017, domingo
Horário: 15h00 (de Brasília)
Árbitro: Milorad Mazic (Sérvia)
Assistentes: Milovan Ristic e Dalibor Djurdjevic (ambos da Sérvia)
Cartões amarelos: Kimmich, Emre Can, Rudy (ALE); Vidal, Jara, Vargas, Bravo (CHI)

GOL:
Alemanha: Stindl, aos 20' do 1º tempo

ALEMANHA: ter Stegen, Ginter, Mustafi e Rüdiger; Kimmich, Rudy, Goretzka (Süle), Draxler e Jonas Hector; Stindl e Timo Werner (Emre Can). Técnico: Joachim Löw

CHILE: Bravo, Isla, Medel, Jara e Beausejour; Marcelo Díaz (Valencia), Aranguiz (Sagal), Vidal e Pablo Hernández; Vargas (Puch) e Alexis Sanchez. Técnico: Juan Antonio Pizzi

Veja mais fotos da decisão:













    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários :

  1. Sinceramente vi desde o começo a Alemanha como favorita. Portugal e Chile eram as únicas que poderiam bater de frente e (quem sabe) eliminarem, mas não foi o que aconteceu.
    Menor assim kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Esse time alemão é muito bom, tem excelentes jogadores e gostei bastante da atuação do Hendrichs que na minha opinião pode se firmar como titular na seleção. Além do zagueiro Sule, Timo Werner, Younes, o Julian Brandt joga muita bola e com certeza vai brilhar neste time.

    ResponderExcluir