Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Campeão da Copa 2014 com a Alemanha está sem clube e revela o que "assassinou" sua carreira

Campeão mundial com a seleção alemã na Copa de 2014, no Brasil, Kevin Grosskreutz está sem clube desde o mês de outubro deste ano e já pondera até pendurar as chuteiras. Ele também é bicampeçao da Bundesliga com o Borussia Dortmund.

Em entrevista ao Sport1, o jogador de 32 anos de idade disse que quer decidir sobre um possível fim da sua carreira profissional nos próximos dias, mas garante estar se preparando para um eventual novo time a partir de janeiro de 2021.

"Por um lado, é bom porque tenho mais tempo para a minha família", disse Grosskreutz sobre a aposentadoria.

"Por outro lado, também sinto um pouco de falta do futebol e da vida cotidiana no esporte. Eu continuo treinando todos os dias porque você nunca sabe o que vai acontecer. As coisas podem ir rápido no futebol, então é claro que quero ficar em forma. Ainda não parei completamente, decidirei no início de janeiro".

Seu último clube, o KFC Uerdingen, da terceira divisão, encerrou seu contrato - que era válido até o meio de 2021 - sem aviso prévio por suposta falta de preparo físico do atleta. Kevin Grosskreutz recebeu um pagamento 442 mil euros e foi mandado embora.

Após fazer parte do elenco campeão da Copa do Mundo de 2014, mesmo sem ter entrado em campo, o jogador que se destacou no BVB revelou como sua carreira foi ladeira a baixo.

Em agosto de 2015, Grosskreutz se transferiu para o Galatasaray, da Turquia, e admitiu que esse foi o grande erro.

"A decisão pelo Galatasaray foi o que assassinou minha carreira, mas também foi uma experiência importante. Tive que me adaptar muito rápido, já que fui contratado no último dia da janela d transferências. Isso definitivamente foi um erro", finalizou.

Revelado no Rot Weiss Ahlen, Kevin Grosskreutz chegou ao Borussia Dortmund em 2009 e ficou até 2015. Depois passou por Galatasaray, Stuttgart, Darmstadt e Uerdingen.

Tags: Kevin Grosskreutz, Bundesliga, Seleção da Alemanha, Alemanha, Mannschaft, Bundesliga, Borussia Dortmund

Nenhum comentário