Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Mario Gomez se aposenta dos gramados: "Essa era a minha última missão"

Por Carlos Eduardo Schön
@cadado_schon

Apesar da euforia pela conquista do acesso de volta à Bundesliga, os torcedores do Stuttgart certamente têm algo a lamentar.

Um dos últimos centroavantes artilheiros alemães da atualidade e ídolo formado no clube, Mario Gómez anunciou sua despedida dos gramados no último final de semana, logo após a derrota por 3 x 1, em casa, contra o Darmstadt (resultado que, apesar de negativo, garantiu a segunda colocação na 2. Bundesliga e acesso direto à primeira divisão).

Ao site dos Schwaben, o eterno camisa 33 deu ênfase ao comentar que conseguiu cumprir o seu sonho- que sempre foi o de terminar a carreira no VFB.

"Depois de ter uma carreira tão legal, o meu sonho sempre foi poder dar ao Stuttgart algo em troca no fim da minha carreira e, claro, poder terminar aqui. Estou imensamente agradecido ao clube e também muito feliz, já que pude me despedir após esse grande êxito (o acesso à primeira divisão). Essa era a minha última missão".
Aos fãs - que puderam acompanhar toda a trajetória de ascensão do artilheiro alemão, desde a sua subida ao time principal em 2004 até a conquista da salva de prata em 2007- Gómez também foi muito agradecido.

"Eu quero também agradecer aos fãs, já que eles me carregaram e me suportaram nesses últimos dois anos. Hoje houve um ou outro momento do jogo, em que eu tive lágrimas nos olhos. Agora é o momento certo de dizer adeus".

Comandante do jogador em 2007, Armin Veh também fez muitos elogios ao seu dirigido - à época com 21 anos e eleito pela revista Kicker como o melhor jogador alemão do ano. "Mario é um cara inteligente, um menino muito inteligente e também sempre foi sensato. Naquela altura ele era muito novo e sempre precisou batalhar bastante por um lugar na equipe. Ele precisou se impor e tirar Jon Dahl Tomasson do time. Não é qualquer um que consegue isso". 

Tomasson, contextualizando, foi aquele mesmo, o atacante dinamarquês com passagem pelo Milan, trazido em 2006 para o Stuttgart por cerca de 15 milhões de euros.

Vale lembrar que Super Mario foi um fazedor de gols nato atuando na Bundesliga. Em 456 jogos, o alemão com descendência espanhola anotou 242 tentos, 110 deles pelo Stuttgart, 113 pelo Bayern - clube onde o atacante também conquistou dois Alemães, duas Copas da Alemanha e uma Champions League - e 19 pelo Wolfsburg. 

Nenhum comentário