Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Consequências de mais um ano na 2ª divisão: Principais patrocinadores deixarão o Hamburgo

Por Carlos Eduardo Schön
@cadado_schon

Vocês se lembram do ditado “O que é ruim pode piorar”? Bem, essa é exatamente a situação pela qual o tradicionalíssimo Hamburgo está passando. Além de tomar uma goleada vexatória, em casa, na última rodada da 2.Bundesliga diante do Heidenheim (por 5 x 1), os dinossauros, de quebra, terminaram a temporada 2019/20 em quarto lugar - o que significa mais um ano fora da elite do futebol alemão. 

Resultado? Parece que agora a paciência tanto de Adidas, Emirates quanto do investidor Klaus-Michael Kühne - principais patrocinadores do time há alguns anos - finalmente se esgotou. 

De acordo com o site de notícias Rotenburger Rundschau, a Adidas - que vinha sendo seguidamente a marca de materiais esportivos dos Rothosen desde a temporada 2007/08 - comunicou ao clube do norte da Alemanha antes da 34ª e última rodada da segunda divisão o fim da parceria. Já com relação à Emirates, a situação é ainda mais delicada.
Segundo informações do Bild, a companhia de aviação de Dubai havia prolongado em 2019 o antigo vínculo até 2022, porém com uma cláusula: caso a equipe não subisse à Bundesliga na temporada atual, o contrato seria automaticamente cancelado, o que de fato ocorreu.

A Emirates, que vinha sendo a principal patrocinadora das camisas do ex-clube de Van der Vaart há pelo menos 14 anos, pagava ao HSV na segunda divisão aproximadamente 1,4 milhão de euros por temporada. 

Por fim, mas não menos trágico, o último dos patrocinadores a “perder a cabeça” com o Hamburgo foi o investidor Klaus-Michael Kühne. Alemão natural da própria cidade, Kühne era o detentor dos direitos da primeira casa de Son Heung-Min na Europa, o Volksparkstadion. A parceria, que teve início em 2010, rendia anualmente ao HSV quatro milhões de euros. 

Apesar das inúmeras incertezas que pairam no time, duas coisa são certas: Dieter Hecking foi demitido e Daniel Thioune, ex-Osnabrück será o novo comandante. Além de que o HSV viverá um período de vacas magras, já que a expectativa seja de que o orçamento do clube caia de 30 para 23 milhões de euros na próxima temporada. 

Um comentário:

  1. Algo esperado...cambada de sangue-sugas incompetentes...estao fazendo de tudo pra afundar ainda mais o HSV...quero ver agora como vão se reestruturar...

    ResponderExcluir