Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Mais de R$ 1 bilhão! Dinheiro da TV entra nos cofres e clubes alemães respiram aliviados

Diferente do que acontece em alguns países, os clubes alemães não recebem o dinheiro dos direitos de transmissão de televisão de uma vez só, antes de cada temporada. Na Alemanha, o pagamento é feito em etapas e os times só recebem se os jogos da Bundesliga acontecerem.

A Sky, a principal detentora dos direitos do Campeonato Alemão das primeira e segunda divisões, fechou acordo para a temporada 2019/2020 num valor estimado em 900 milhões de euros (cerca de R$ 5,1 bilhão).

Já foram pagas três das quatro parcelas aos 36 clubes das duas divisões. Com a pandemia do coronavírus, a última parcela de 225 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão) estava congelada.

Até por isso, a DFL (Liga Alemã) sempre deixou claro que pretende encerrar a Bundesliga e 2.Bundesliga dentro de campo, para que os clubes pudessem receber o montante que resta.

Ainda não se sabe se a Bundesliga será completada. Mas, segundo o Bild, a DFL entrou em acordo com a Sky e a emissora vai pagar a quarta parcela aos clubes, independente da continuidade da liga nacional.

A imprensa alemã vem noticiando nas últimas semanas que 13 clubes alemães poderiam até entrar com pedido falência se não recebessem o restante do valor da TV - sendo 4 da Bundesliga e 9 da 2.Bundesliga.

E isso vai aliviar os cofres desses times ameaçados.

A DFL ainda negocia com ARD e ZDF, que também transmitem jogos da Bundesliga. Juntas, elas ainda podem pagar a última parcela de 40 milhões de euros aos clubes (cerca de R$ 227 milhões). O acordo deve sair em breve.

As conversas com a DAZN são consideradas mais difíceis. A plataforma de streaming se diz apertada com a pandemia e depende dos jogos ao vivo para se manter - ela tem uma parcela de 20 milhões a ser paga aos clubes alemães (R$ 113 milhões).

Nenhum comentário