Ad Home

Últimas

Alemanha vacila no 2º tempo e cede empate para Argentina em Dortmund

A seleção alemã enfrentou a Argentina nesta quarta-feira, no Signal Iduna Park, em Dortmund, e vacilou no segundo tempo após fazer uma ótima etapa inicial. Ao final dos 90 minutos do amistoso, empate por 2 a 2.

O próximo compromisso da Alemanha será no domingo, dia 13, diante da Estônia. O jogo fora de casa será válido pelas Eliminatórias da Euro 2020.

O técnico Joachim Löw escalou um time bastante jovem, promovendo as estreias do zagueiro Koch e do atacante Waldschmidt. No gol, ter Stegen foi o titular, conforme já havia sido confirmado. Klostermann e Halstenberg foram os laterais, com Kimmich e Emre Can fazendo a proteção à defesa.

Do meio para frente, muita velocidade com Havertz, Brandt e Gnabry.


E o primeiro tempo foi um passeio alemão, com a equipe muito bem postada e jogando em velocidade. Aos 15 minutos, Gnabry recebeu de Klostermann na área, dividiu com a marcação e ficou com a bola para mandar para o fundo do gol, na saída do goleiro Marchesin.

Aos 22, em um rápido contra-ataque puxado por Klostermann, Gnabry recebeu na direita e cruzou na medida para Havertz balançar as redes. Primeiro gol dele pela seleção principal.

A Alemanha quase fez o terceiro com Halstenberg, que acertou o travessão em linda batida de falta. A Argentina assustou num belo chute de fora da área do meia De Paul, com a bola explodindo na trave de ter Stegen.


A Mannschaft diminuiu o ritmo no segundo tempo e passou a controlar mais a posse de bola. Mesmo assim, Emre Can quase deixou sua marca após passe de Havertz em contra-golpe rápido, parando em excelente defesa do arqueiro argentino.

A seleção sul-americana diminuiu aos 20 minutos numa cabeçada certeira de Lucas Alario, atacante do Bayer Leverkusen, depois de cruzamento de Acuña.

Com mais presença ofensiva, a Argentina passou a incomodar muito mais os donos da casa. Tanto que Alario quase empatou numa finalização que passou raspando a trave de Stegen. Depois, o mesmo Alario chegou perto de marcar, mas Can tirou na pequena área.

Aos 40, saiu o empate. Após excelente jogada individual de Alario, Ocampos recebeu na área e chutou longe do alcance de Stegen, definindo a igualdade.

Confira as escalações:

ALEMANHA: ter Stegen, Klostermann, Koch, Süle e Halstenberg; Kimmich, Emre Can e Havertz (Rudy); Brandt (Amiri), Gnabry (Serdar) e Waldschmidt

ARGENTINA: Marchesin, Foyth, Otamendi, Rojo (Acuña) e Tagliafico; Pereyra (Saravia), Paredes, De Paul (Rodriguez) e Correa (Ocampos); Dybala (Alario) e Lautaro Martinez





9 comentários:

  1. Mas não é possível que essa seleção consegue ser tão ruim assim vei. Slc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa é a brasileira neh ? Só ganha de peru, bolivia empata com venezuela e sofre com paraguai...seleção que enfrenta senegal e nigeria e diz que é um teste forte deve estar em um nivel mto bom...
      Brasileiro n aprende mesmo depois de levar de 7 da "seleção ruim"... não olham pro proprio umbigo e ainda acham que Neymar é Deus...

      Excluir
    2. Mas meu querido, mostra ali no meu texto onde eu falei da porcaria da seleção brasileira. Se você entra em site só pra descarregar a raivinha que tem sem nem pensar em argumento para uma discussão séria... então por favor, não no meu comentário.

      Excluir
    3. Se a brasileira tivesse alguma moral poderias chamar a alemã de ruim...argumento quem não tem é vc em falar q a seleção é ruim sem ter visto sequer o jogo...vai la ver o Brasil empatar ou perder pra Senegal vai

      Excluir
  2. O chato nessa seleção Alemã é que ela inicia os jogos com grande intensidade, marca Gols e depois o time acaba relaxando e cedendo o empate. Daria para aplicar uma goleada se não fosse a falta de motivação da equipe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Ronaldo. Há algum tempo a seleção Alemã não vem tendo aquela vontade de dominar a partida como tinha antes. Potencial essa seleção tem muito, mas em algum momento do jogo eles perdem a vontade de dominar, de ir pra cima. Não sei se falta raça em si, acho que tem um pouco de salto-alto nisso, como se chegar no 2:0 já fosse bom o suficiente para administrar sem intensidade. Por mais que sejam jogadores excelentes, eu sinto um pouco daquela energia que a geração 2014 tinha, de correr em todas as bolas, ir mesmo que fosse aos trancos e barrancos. Espero que seja apenas uma fase de amadurecimento e que a gente volte a ser campeão logo.

      Excluir
  3. Verdade seja dita, a Argentina jogou bem o 2º tempo, claro que a Alemanha deu espaços e parecia que estava treinando. o 1º tempo foi bom, passes rápidos e transição como estamos acostumados a ver, mas no 2º tempo uma preguiça sem fim. Esse time parece sem fome as vezes, muito conformado... falta um "que" de Liverpool pra matar logo o jogo.

    ResponderExcluir
  4. Se a Alemanha jogasse com a intensidade e potencial que tem , poderia ter vencido a copa do mundo da Rússia pois era a mais forte seleção. O técnico Low cometeu grande erro em ter barrado Sane e deixado ótimos jogadores como Brandt no banco de reservas. Uma excelente equipe mas com pouca vontade de vencer.

    ResponderExcluir