Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Sem Boateng e ter Stegen, seleção alemã é convocada para os dois últimos jogos de 2018

O técnico Joachim Löw fez a última convocação da seleção alemã neste ano de 2018 para os jogos contra Rússia, em partida amistosa, e Holanda, pela última rodada da Liga das Nações. A Mannschaft pega os russos no dia 15 de novembro, em Leipzig, e encara os holandeses no dia 19, em Gelsenkirchen.


As grandes ausências ficaram por conta do zagueiro Jerome Boateng, não convocado por opção técnica do treinador, e do goleiro Marc-André ter Stegen, que se queixou de dores no ombro após jogo do Barcelona e foi preservado. Já o volante Ilkay Gündogan segue se recuperando de um problema muscular na coxa.

Toni Kroos foi convocado, mas ele não participa do duelo contra a Rússia. Ele estará à disposição somente diante da Holanda.

Confira os nomes:

Goleiros: Manuel Neuer (Bayern de Munique), Bern Leno (Arsenal-ING) e Kevin Trapp (Eintracht Frankfurt)

Defensores: Matthias Ginter (Borussia Mönchengladbach), Jonas Hector (Colônia), Mats Hummels (Bayern de Munique), Thilo Kehrer (PSG-FRA), Antonio Rüdiger (Chelsea-ING), Nico Schulz (Hoffenheim), Niklas Süle (Bayern de Munique), Jonathan Tah (Bayer Leverkusen) e Joshua Kimmich (Bayern de Munique)

Meio-campistas: Julian Brandt (Bayer Leverkusen), Julian Draxler (PSG-FRA), Serge Gnabry (Bayern de Munique), Leon Goretzka (Bayern de Munique), Kai Havertz (Bayer Leverkusen), Leroy Sané (Manchester City-ING), Marco Reus (Borussia Dortmund), Sebastian Rudy (Schalke), Toni Kroos (Real Madrid-ESP) e Thomas Müller (Bayern de Munique)

Atacantes: Mark Uth (Schalke) e Timo Werner (RB Leipzig)


4 comentários:

  1. Trapp é sacanagem, Ter Stegen, até o Fahrmann é melhor que ele

    ResponderExcluir
  2. Não entendemos porque Löw desmanchou a seleção que foi campeão da copa das confederações. Goleiros: Bernd Leno (Bayer Leverkusen), Marc-André ter Stegen (Barcelona) e Kevin Trapp (PSG).
    Defensores: Matthias Ginter (Borussia Dortmund), Jonas Hector (Colônia), Benjamin Henrichs (Bayer Leverkusen), Joshua Kimmich (Bayern de Munique), Shkodran Mustafi (Arsenal), Marvin Plattenhardt (Hertha Berlim), Antonio Rüdiger (Roma) e Niklas Süle (Hoffenheim).
    Meio-campistas e atacantes: Julian Brandt (Bayer Leverkusen), Emre Can (Liverpool), Kerem Demirbay (Hoffenheim), Diego Demme (RB Leipzig), Julian Draxler (PSG), Leon Goretzka (Schalke), Sebastian Rudy (Hoffenheim), Leroy Sané (Manchester City), Lars Stindl (Borussia Mönchengladbach), Sandro Wagner (Hoffenheim), Timo Werner (RB Leipzig) e Amin Younes (Ajax).

    ResponderExcluir
  3. Tirando alguns como Sandro Wagner, Sané (Eterna promessa, só cisca)e acrescentado e Dahoud do Borússia que está comendo a bola, e o Schulz. A base seria essa até na copa passada.

    ResponderExcluir
  4. Müller está sempre sendo sacrificado, e se não tem centro avante, coloca ele lá.

    ResponderExcluir