Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Alemanha vacila no fim e se despede da Liga das Nações com empate diante da Holanda

Já eliminada e rebaixada, a seleção da Alemanha encerrou sua participação na Liga das Nações tropeçando mais uma vez. Atuando na Veltins Arena, em Gelsenkirchen, a Mannschaft abriu 2 a 0 sobre a Holanda no primeiro tempo, mas vacilou nos minutos finais e cedeu o empate por 2 a 2.

A igualdade fora de casa garantiu os holandeses da semifinal da competição, chamada de "Final Four", deixando os franceses de fora - ambas as seleções ficaram com sete pontos, mas a Holanda ficou na liderança por ter melhor saldo de gols.


Com apenas dois pontos conquistados e sem vencer, a Alemanha ficou em terceiro. Na temporada 2020/2021, os alemães vão disputar a Liga das Nações B, uma espécie de segunda divisão do torneio.

O time germânico volta a campo em março do ano que vem, mas a DFB (Federação Alemã) ainda não definiu adversários para essa data Fifa.

A exemplo do que fez no amistoso da semana passada diante da Rússia, o técnico Joachim Löw montou um esquema com três zagueiros: Süle, Hummels e Rüdiger formaram o miolo da defesa, com Kehrer fazendo a ala direita e Schulz na esquerda.


O meio de campo teve Kimmich e Kroos municiando o trio de ataque que teve Sané, Gnabry e Werner. E os homens de frente infernizaram os defensores holandeses, sempre com muita velocidade e invertendo de posição entre eles a todo momento.

Em um primeiro tempo perfeito, a Mannschaft foi para o intervalo vencendo por dois gols de diferença. O primeiro foi de Timo Werner, aos nove minutos. Ele recebeu passe de Gnabry, dominou de cabeça e soltou a bomba de fora da área, um belo tento.
A equipe alemã seguiu muito melhor em campo e chegou ao segundo gol aos 20 minutos. Toni Kroos acertou um lindo lançamento para Sané, que dominou na meia lua da área e chutou cruzado - a bola ainda desviou em Kenny Tete antes de entrar.
Gnabry também teve duas chances para deixar sua marca. Na primeira parou em defesa do goleiro Cillessen e, depois, escorou cruzamento de Schulz, mas a cabeçada saiu pela linha de fundo.

Lá atrás, o sistema defensivo alemão parou o ataque da Holanda sem muitos problemas. O lance mais perigoso dos visitantes saiu em uma cabeçada contra de Süle, que saiu raspando o travessão de Manuel Neuer.

Tranquila em campo e com o jogo sob controle, a Alemanha não forçou a barra no segundo tempo e tentou administrar o resultado, mantendo a posse de bola. Mesmo assim, conseguiu criar uma oportunidade incrível em contra-ataque puxado por Werner, mas a finalização do atacante saiu à esquerda do gol holandês.


Löw colocou Thomas Müller e Marco Reus na partida, tirando um pouco de velocidade do sistema ofensivo, mas dando experiência e toque de bola. E foi numa boa triangulação que quase saiu o terceiro: Müller encontrou Reus, que cruzou para Sané furar já na pequena área.

Aos 32 minutos, Neuer fez sua primeira defesa na partida. Em jogada individual, Depay passou por Süle e Kehrer e parou no arqueiro alemão. Faltando cinco minutos para o fim do duelo, Promes acertou um belo chute colocado da meia lua e diminuiu o placar.

E aos 46 minutos, na base do abafa, o zagueiro van Dijk jogou como centroavante e empatou o duelo no estádio do Schalke, tirando a vitória da Alemanha e garantindo classificação da Holanda à semifinal.

Escalação da Alemanha:

Manuel Neuer, Niklas Süle, Mats Hummels e Antonio Rüdiger; Thilo Kehrer, Joshua Kimmich, Toni Kroos e Nico Schulz; Leroy Sané (Leon Goretzka), Serge Gnabry (Thomas Müller) e Timo Werner (Marco Reus)

Veja mais fotos do duelo:











Nenhum comentário