Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Seleção da 3ª rodada da Bundesliga - Chucrute FC / Alemanha FC

Por Vitor Rawet

Goleiro: Yann Sommer (Borussia Mönchengladbach)

É bem verdade que as capacidades ofensivas do Gladbach tem se provado nesse início de Bundesliga. Porém, contra o Schalke, a vitória deve ser em grande parte atribída a Sommer. O goleiro suiço fez seis defesas ao longo da partida, algumas delas impressionantes.

Laterais: Enrico Valentini (Nuremberg) e  Emiliano Insúa (Stuttgart)

Tanto ofesivamente quanto defensivamente, Valentini foi bastante efetivo no duelo diante do Bremen. O lateral direito do Nuremberg conseguiu cinco “tackles” e venceu 10 em 13 divididas. Quando foi ao ataque, deu três passes-chave.

Não é todo dia que um lateral é tão decisivo para a sua equipe como foi Insua para o Stuttgart no emocionante empate contra o Freiburg. O lateral esquerdo argentino marcou um golaço de fora da área e ainda colocou a bola na cabeça de Mario Gomez em cruzamento que terminou em gol.


Zagueiros: Matthias Ginter (Borussia Mönchengladbach) e Abdou Diallo (Borussia Dortmund)

Não é por acaso que Ginter está sempre presente nas últimas listas do técnico Joachim Löw. Sempre seguro na defesa, o zagueiro ainda se arrisca no ataque e deixa seus gols. Contra o Schalke não foi diferente, já que Ginter abriu o placar da partida em cabeçada certeira.

Outro zagueiro-artilheiro na rodada foi Diallo. Após cobrança de escanteio, o francês precisou chutar três vezes para furar a defesa do Frankfurt e fazer o primeiro gol do jogo. Na defesa, não compromoteu e mostrou que se adaptou rápido à sua nova equipe.

Meio de campo: Arjen Robben (Bayern de Munique), Jerome Gondorf (Freiburg) e Emil Forsberg (RB Leipzig)

Em um jogo que o Bayern de Munique massacrou o Leverkusen, Robben foi o jogador bávaro mais acionado. E a impressão que passa é que o holandês é como vinho: quanto mais velho, melhor. Ele fez um golaço de voleio e foi dor de cabeça constante para a defesa dos Aspirinas.

Depois de jogar alguns jogos mais centralizado, Gondorf foi deslocado para sua posição original. E brilhou. A nova contratação do Freiburg dominou o lado esquerdo e assim marcou dois gols sobre o Stuttgart, mostrando que o time da Floresta Negra não depende apenas de Petersen para ir às redes.

Forsberg não vinha de uma boa temporada, cheia de altos e baixos. Mas contra o Hannover, o sueco tratou de calar os críticos e provar que ainda vai render muitas alegrias ao torcedor do Leipzig. Atuando com liberdade pelo lado esquerdo, foram duas assistências conferidas por ele.

Atacantes: Jadon Sancho (Borussia Dortmund), Mario Gomez (Stuttgart) e Timo Werner (RB Leipzig)

O Dortmund enfrentava dificuldades para criar jogadas e furar a defesa do Frankfurt. Mas quando Sancho entrou aos 27 do segundo tempo, as coisas se descomplicaram. O jovem jogador inglês abusou dos seus dribles e da sua velocidade e assim deu as duas assistências para os gols que deram os três pontos à equipe aurinegra.

Se a bola chega, ele marca. Mario Gomez estava isolado nos últimos jogos do Stuttgart, que tinha dificuladades para chegar às redes. Mas bastou ele ter as suas oportunidades, que os gols vieram. Isso mesmo, no plural. Contra o Freiburg, ele marcou dois.

Quem também estava sendo criticado recentemente e também deixou duas vezes a sua marca foi Werner. Rápido e letal, foi essencial na vitória do Leipzig contra o Hannover. E ainda voltou a demonstrar o velho entrosamento com Forsberg.

Nenhum comentário