Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Respeita a campeã! Alemanha marca aos 50' do 2º tempo, vira contra a Suécia e segue viva na Copa

Com gol aos 50 minutos do segundo tempo, a Alemanha venceu a Suécia por 2 a 1 na cidade de Sochi e está mais viva do que nunca na Copa do Mundo. Os suecos saíram na frente na etapa inicial, mas a atual campeã mundial virou na etapa final com gols de Reus e Kroos, conquistando os três primeiros pontos no grupo F.

Na próxima partida, a Alemanha encara a Coreia do Sul e precisa vencer para seguir adiante na Copa do Mundo, de preferência por um placar elástico. No outro jogo, México e Suécia se enfrentam e a chave pode terminar com empate triplo de seis pontos, decidindo os classificados no saldo de gols. Mexicanos têm seis e suecos três.

Os dois jogos acontecem na quarta-feira que vem, dia 27, às 11h (de Brasília).


Como já tinha sido anunciado na véspera do duelo, Hummels ficou de fora por conta de uma lesão no pescoço, dando lugar a Rüdiger. Além de mexer na zaga, o técnico Joachim Löw fez outras três mudanças na equipe da estreia: saíram Özil, Khedira e Plattenhardt e entraram Reus, Rudy e Hector.

Aliás, essa foi a primeira vez que Özil não começou como titular da Alemanha em uma competição de grande porte. Desde quando começou sua jornada na seleção, em 2009, ele esteve entre os 11 iniciais em todas as partidas de Copa do Mundo ou Eurocopa.


Nada deu certo

Os primeiros minutos foram de pressão total da Mannschaft. Até os sete minutos, o time rondou a área sueca e criou algumas oportunidades. Aos dois, Draxler chutou em cima do zagueiro e, na sobra, Hector acertou outro defensor. Depois, Draxler finalizou cruzado da esquerda e a bola passou raspando a trave.

Mesmo mantendo a posse de bola - foi 73% na etapa inicial -, os alemães sofreram com o contra-ataque do rival, a exemplo do que aconteceu na estreia diante do México. Aos 12, Berg foi lançado em profundidade entre os zagueiros, avançou livre e ficou cara a cara com Neuer, que fez uma grande defesa.


O técnico Joachim Löw foi obrigado a fazer uma alteração aos 31 minutos depois que Rudy levou um chute sem querer no rosto, quebrando o nariz. Do atendimento do volante até a entrada de Gündogan foram cinco minutos da Alemanha jogando com um jogador a menos.

Aos 32 minutos, Kroos errou passe na intermediária, a Suécia puxou contra-ataque e abriu o placar. Claesson acertou um belo passe para Toivonen, que dominou bonito no peito, fugiu da marcação de Rüdiger e tocou por cima de Manuel Neuer.

Sem criatividade, a Alemanha não conseguia furar o bloqueio sueco. O zagueiro Boateng era quem armava a equipe na intermediária ofensiva, sem muito sucesso. Na base do abafa, quase saiu o empate. Gündogan chutou de fora, o goleiro Olsen espalmou e Müller pegou o rebote pressionado com o defensor, mandando raspando a trave.

No último lance do primeiro tempo, Larsson bateu falta na área e Berg exigiu outra excelente defesa de Neuer ao escorar no cantinho.

Outra postura


Com Mario Gomez na vaga de Draxler, a Alemanha voltou muito melhor no segundo tempo. Timo Werner foi deslocado para o lado esquerdo do campo e criou a jogada do gol de empate, anotado por Marco Reus, com o joelho esquerdo, logo aos três minutos. No lance seguinte, Kroos chegou perto da virada, finalizando para fora.

Os alemães seguiram em cima, pressionando a Suécia e não dando espaços para contra-ataques. Aos 11 minutos, em mais uma boa chegada de Werner pela esquerda, Hector recebeu na entrada da pequena área e chutou fraco nas mãos do arqueiro rival. Quatro minutos mais tarde, Kimmich cruzou para Reus, que tentou de letra e perdeu grande chance.

A Suécia chegou com perigo apenas aos 30 minutos, em finalização de fora de Forsberg e defesa de Neuer.

Os alemães seguiram sufocando a Suécia, com Boateng praticamente como um atacante. Aos 35, Müller cruzou e Werner finalizou por cima, com perigo. O atacante, aliás, foi a principal válvula de escape pelo lado esquerdo, sempre criando as principais oportunidades.

A situação complicou para Alemanha aos 37 minutos com a expulsão de Boateng após falta dura em Berg - foi o segundo amarelo dele na partida.

Em desvantagem numérica, os atuais campeões partiram com tudo para cima. Aos 42 minutos, Mario Gomez recebeu cruzamento na área e Olsen fez uma defesa espetacular, evitando o segundo gol alemão. Nos acréscimos, aos 47, Brandt acertou um chutaço de fora, na trave.

Aos 50, a festa alemã! Kroos bateu falta para Reus, que ajeitou de novo para Kroos colocar no ângulo e virar o jogo. Euforia germânica na Rússia.


FICHA TÉCNICA
ALEMANHA 2 x 1 SUÉCIA

Local: Fisht Stadium, em Sochi
Data: 23 de junho de 2018, sábado
Hora: 15h (de Brasília)
Árbitro: Szymon Marciniak (POL)
Assistentes: Pawel Sokolnicki e Tomasz Listkiewicz (ambos POL)
Cartões amarelos: Ekdal (SUE); Boateng (ALE)
Cartão vermelho: Boateng (ALE)

GOLS:
SUE: Toivonen, aos 32' do 1º tempo
ALE: Reus, aos 3' e Kroos aos 50' do 2º tempo

ALEMANHA: Neuer, Kimmich, Boateng, Rüdiger e Hector (Brandt); Rudy (Gündogan), Kroos e Draxler (Mario Gomez); Müller, Reus e Timo Werner. Técnico: Joachim Löw

SUÉCIA: Olsen, Lustig, Lindelöf, Granqvist e Augustinsson; Ekdal, Larsson, Claesson (Durmaz) e Forsberg; Toivonen (Guidetti) e Berg. Técnico: Janne Andersson

Veja mais fotos












Um comentário:

  1. O técnico Low continua insistindo em Tomás Muller e so coloca Brandt nos instantes finais da partida. Mesmo jogando alguns minutos Brandt sempre entra com perigo e mostra qualidade em campo.

    ResponderExcluir