Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Seleção da 34ª rodada da Bundesliga - Chucrute FC / Alemanha FC

Por Vitor Rawet

Goleiro: Ron-Robert Zieler (Stuttgart)

Se o Stuttgart tem boas chances de chegar na Liga Europa, é porque Zieler invocou Lev Yashin em si mesmo. Pela terceira partida em sequência pegou até pensamento, com o adendo que o último jogo foi contra o campeão Bayern de Munique. No total, foram sete defesas -  muitas delas difíceis - nos 90 minutos.


Defensores:  Lars Bender (Bayer Leverkusen), Robin Knoche (Wolfsburg) e Christian Gunter (Freiburg)

Desde que Herrlich chegou ao Leverkusen, deslocou o originalmente volante Bender para a lateral direita. E ele não decepcionou. Contra o Hannover, o medalhista de prata nas Olímpiadas não comprometeu na defesa e se destacou com duas assistências na vitória dos Aspirinas.

Em um jogo que a defesa do Wolfsburg foi pouco exigida, Knoche teve importante participação na construção do jogo desde trás, tendo sucesso em sete passes longos dos nove tentados. Ainda marcou um gol em cabeçada certeira após cobrança de falta.

Mesmo passando sufoco até o fim, o Freiburg acabou se livrando do rebaixamento. No jogo que decretou a permanência contra o Augsburg, Gunter foi o dono da lateral esquerda da equipe. Seguro na defesa, foram muitas boas jogadas no ataque. Apesar de nenhum gol ou assistência, ele deu nada menos que seis passes-chave.

Meios de campo: Joshua Guilavogui (Wolfsburg) e Florian Kainz (Werder Bremen)

Atuando bem na transição fazendo a ligação entre defesa e ataque, finalmente Guilavogui fez a exibição que dele se espera. Contra o lanterna e já rebaixado Colônia, o francês abriu o placar da partida e depois deu assistência para o quarto gol dos Lobos. Para completar, ainda deu dois passes-chave.

Em um Bremen que ainda tem em Kruse o seu principal pilar - mas é cada vez menos dependente dele - vê em outros jogadores a possibilidade do protagonismo. Contra o Mainz, esse papel coube a Kainz, que participou nos dois gols dos Papagaios, com um gol e uma assistência.

Pontas: Anastasios Donis (Stuttgart) e Josib Brekalo (Wolfsburg)

O adversário é o Bayern de Munique. Tomar conta da ponta-direita com dois passes-chave já seria suficiente pra estar nessa seleção. Mas Donis foi muito além. Marcou um gol e construiu toda a jogada em outro tento antes de cruzar na medida para o companheiro marcar. A cereja no bolo é que em ambas o grego deu o chamado "drible da vaca" para fazer as jogadas.

Se Donis foi o dono da ponta-direita no Stuttgart, Brekalo fez o mesmo pelo lado esquerdo no Wolfsburg. Com um gol e uma assistência, ainda participou de todos os quatro gols dos Lobos na goleada sobre o Colônia e assim ao menos garantiu que sua equipe não fosse rebaixada de maneira direta. 

Atacantes: Jean-Kévin Augustin (RB Leipzig), Andrej Kramaric (Hoffenheim) e Daniel Ginczek (Stuttgart)

Nas duas últimas rodadas da Bundesliga, Augustin estava inspirado. O atacante francês repetiu a excelente atuação da penúltima rodada também na partida derradeira diante do Hertha Berlim. Combinando muito bem as jogadas com Werner e Lookman, foram dois gols e uma assistência.

Outro que foi destaque na reta final de campeonato é Kramaric. No jogo que garantiu o Hoffenheim na UCL, o atacante croata até atuou um pouco mais recuado do que de costume. Mas isso não o impediu de fazer um gol, dar uma assistência e ainda conferir quatro passes-chave.

Além dos já citados Zieler e Donis, outro que foi essencial para o vitória do Stuttgart sobre o Bayern de Munique foi Ginczek. Alternando entre a ponta-direita e a referência no ataque, ele foi às redes duas vezes na partida.

Nenhum comentário