Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Seleção da 29ª rodada da Bundesliga - Chucrute FC / Alemanha FC

Por Vitor Rawet

Goleiro: Rene Adler (Mainz)

O Mainz travava um jogo importantíssimo contra um adversário direto na luta contra o rebaixamento. E se a equipe saiu com um empate razoável, é porque Adler segurou as pontas debaixo das traves. O ex-goleiro da seleção alemã fez sete boas defesas ao longo da partida.

Defensores:  Joshua Kimmich (Bayern de Munique), Panagiotis Retsos (Bayer Leverkusen) e Jonas Hector (Colônia)

Quem diria que os bávaros não sentiriam saudades de Lahm. Mas Kimmich está jogando  à altura de seu antecessor. Contra o Augsburg, não faltaram boas jogadas e cruzamentos precisos pelo lado direito. Dessa maneira, deu uma assistência e ainda outros dois passes-chaves, como o que culminou no segundo gol. Ainda acertou incríveis 97% dos passes.

Inicialmente reserva, Retsos substituiu o lesionado Bender ainda no primeiro tempo para fazer uma partida soberana. No lado direito da defesa, foram raras as vezes em que o Leipzig conseguiu construir chances pelo seu lado. Prova disso é que o Leverkusen não sofreu qualquer gol com o grego em campo. Como se não bastasse, ainda marcou um gol quando subiu ao ataque.

Na seleção alemã Hector joga como lateral esquedo mas no Colônia é normal que atue como meio campo. Não foi o caso da partida contra o Mainz. E não é que deu certo? O provável titular do Nationalelf na Copa do Mundo fez exibição segura defensivamente e contribuiu muito no ataque. Alem de dois passe-chave, marcou o gol dos Bodes na partida.


Meios de campo: Aaron Hunt (Hamburgo) e James Rodríguez (Bayern de Munique)

Antes do jogo ninguém podia imaginar que o Hamburgo venceria o vice-líder Schalke, mas foi o que aconteceu. Melhor em campo na partida, Hunt assumiu as ações no terço final do campo. Os dois passes-chave podem ser destacados mas o grande momento fica pelo golaço da vitória em chute de fora da área quase no final da partida.

Pegue o mapa de calor de James Rodríguez e verá que não existe posição fixa. Atuando desde a primeira linha do meio de campo como um volante que constrói na saída de bola até a pisada na área para finalizar, o colombiano se tornou peça fundamental no Bayern de Munique. Contra o Augsburg não foi diferente com um gol e uma assistência do jogador emprestado pelo Real Madrid.

Pontas: Thorgan Hazard (Borussia Mönchengladbach) e Julian Brandt (Bayer Leverkusen)

O Hazard menos conhecido foi colocado no banco após uma pequena má fase. Mas quando entrou em campo depois do intervalo, provou porque tem que ser titular do Gladbach. O belga garantiu os três pontos para os Potros com os dois gols da equipe - um de pênalti - na virada sobre o Hertha Berlim.

De contrato renovado, Brandt mostrou que vai brigar por uma vaga na Copa do Mundo até o último instante. Ora pela esquerda, ora pela direita ou até mesmo centralizado, assumiu as principais ações ofensivas do Bayer Leverkusen na goleada sobre o Leipzig. Deu dois passes-chave, além do principal: um gol e uma assistência para ser o nome da partida.

Atacantes:  Christian Pulisic (Borussia Dortmund), Maximilian Philipp (Borussia Dortmund) e Daniel Didavi (Wolfsburg)

Atuando um de cada lado do ataque do Dortmund, a dupla Pulisic e Philipp foi essencial para a boa vitória do Dortmund sobre o Stuttgart. Enquanto o norte-americano fez um gol e deu uma assistência, além de ser dor de cabeça constante para a defesa adversária, o jovem alemão também deixou o seu e se movimentou bem durante toda a partida.

Demorou mas saiu a primeira vitória do Wolfsburg sob o comando do técnico Bruno Labbadia. E os Lobos devem esses importantes três pontos a Didavi. Ele marcou dois bonitos gols, um em chute certeiro de fora da área e outro após receber passe de Origi com um drible de calcanhar antes da execução do passe.

Nenhum comentário