Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Jogaço e empate no encontro entre Alemanha e Espanha, as duas últimas campeãs mundiais

Em uma partida de altíssima qualidade técnica e recheada de chances de gols, as duas últimas campeãs mundiais ficaram no empate por 1 a 1 em amistoso realizado na Esprit Arena, em Düsseldorf. O tento da Espanha foi marcado por Rodrigo, com Thomas Müller igualando o marcador para Alemanha.

A equipe alemã agora volta suas atenções para o amistoso diante do Brasil, na terça-feira que vem, em Berlim. A convocação dos nomes para Copa do Mundo acontece no dia 15 de maio.


Um gol para cada lado

A Espanha foi superior no primeiro tempo, colocando a Alemanha na roda em determinados momentos do duelo. A equipe visitante conseguia tocar a bola com tranquilidade e chegar com perigo à área alemã, sempre comandada pelo meio-campista Iniesta e com participação efetiva de Isco e David Silva.

Tanto que logo aos seis minutos, em passe preciso de Iniesta nas costas de Hummels, o atacante Rodrigo abriu o placar.

Jogando em casa, a Mannschaft melhorou um pouco a partir dos 30 minutos, quando manteve mais a posse de bola. Com pouca participação ofensiva de Draxler e Özil, Timo Werner por muitas vezes ficou isolado no ataque, mas ainda assim conseguiu incomodar a defesa espanhola quando era acionado.

Aos 35 minutos, em jogada com participação de Jonas Hector, Kroos e Khedira, a bola chegou até Thomas Müller, que ajeitou para perna direita e fuzilou de fora da área, marcando um golaço.

Mannschaft acordou

A Alemanha voltou mais ligada para etapa final e quase marcou o gol da virada em uma bomba de Draxler de fora da área, que parou em uma defesa espetacular de De Gea no ângulo. Na sequência, ter Stegen fez uma intervenção não menos espetacular em finalização à queima roupa de Isco, já na pequena área.

Aos 12 minutos, De Gea apareceu mais uma vez fazendo defesaça em chute de Gündogan no cantinho. Alguns minutos mais tarde, Kroos levantou cobrança de falta na área adversária e o zagueiro Hummels cabeceou no travessão.

A Espanha chegou perto do segundo gol aos 31 minutos após bobeira de Hector na defesa. A bola sobrou livre para Diego Costa na área, mas o atacante demorou para definir o lance e, quando chutou, foi travado por Boateng. No finalzinho, Mario Gomez teve a oportunidade para fazer o tento da vitória, mas dominou errado na área e perdeu o lance.

Escalações

Alemanha: ter Stegen, Kimmich, Boateng, Hummels e Hector; Khedira (Gündogan), Kroos e Özil; Thomas Müller (Goretzka), Draxler (Sané) e Timo Werner (Mario Gomez). Técnico: Joachim Löw

Espanha: De Gea, Carvajal, Sergio Ramos, Piqué (Nacho) e Jordi Alba; Koke, Iniesta (Saúl), Isco (Asensio) e Thiago Alcântara (Rodri); David Silva (Lucas Vazquez) e Rodrigo (Diego Costa). Técnico: Julen Lopetegui


4 comentários:

  1. A Espanha teve as chances de gol mais claras. Hummels e Boateng estão lentos, com algumas deficiências (já há algum tempo no próprio Bayern), o próprio gol da Espanha apontou para isto. Há problemas nas laterais, principalmente a esquerda (Hector), o meio de campo é o ponto forte, o comando do ataque (e tem-se procurado um centroavante nato, no Werner, Wagner, Gomez) não é eficiente e para o gol, há uma incógnita (os três goleiros que vem sendo convocados, não passam muita confiança...). Esta seleção alemã é notadamente inferior à de 2014 e alguns adversários evoluíram bem. Pelo que se apresenta até aqui, o Brasil leva esta Copa "naturalmente" (até sem o Neymar!), acho que é a única seleção que tem a capacidade de contar e poder escolher jogadores de qualidade em todas as posições e por conseguinte montar um time que altíssima probabilidade de vencer as partidas e chegar ao título, as demais "grandes" seleções tem deficiências em determinados setores, que quando comparadas à brasileira, ficam em desvantagem. Espero que na terça-feira a Alemanha não leve um sacode, o que seria ruim às vésperas da Copa! (está com "cara" de que vai levar...).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentário totalmente fora de realidade.
      A Alemanha tem a melhor seleção do mundo e vem jogando o fino da bola, enfrentou adversários fortes e reagiu bem a todos eles. Já a seleção brasileira enfrenta seleções de baixo nível e se ilude com os resultados.
      A atual seleção alemã não só é superior a de 2014, como é superior a de 2010, e vem evoluindo demais. Neuer conseguiu melhorar de 2014 pra cá e seu reserva é um goleiro excepcional; a linha de defesa atual evoluiu em relação a copa passada - Kimmich não deixa a desejar nada depois da aposentadoria de Lahm, Hummels e Boateng eh a melhor dupla de zaga do torneio (superior a dupla de 2014), Hector é o jogador mais fraco da linha de 4 mas ainda é um otimo jogador (bem melhor que howedes fazendo a esquerda).
      Meio de campo vou pular, a Alemanha tem o melhor do mundo e isso não se discute.
      E o ataque é excelente, evoluiu muito e a Alemanha tem um atacante espetacular (bem melhor que Klose). A Alemanha tem tudo pra levar mais uma copa, muito mais do que tinha em 2010 e 2014. Você comenta que o Brasil leva a copa fácil sem Neymar, tal frase me parece um delírio totalmente enlouquecido, ganhar com Neymar vai ser extremamente difícil e provavelmente não vai acontecer... imagina sem Neymar.
      Vejo que esse comentário é totalmente imbuído de um desejo pessoal de ver o Brasil ganhar uma copa que parece nunca chegar. Se você acompanhasse a seleção alemã jamais comentaria tantas asneiras. Eu torço muito pela seleção brasileira, amo meu país e sou super patriota, e curto a seleção alemã... mas não consigo me ausentar da realidade e ser totalmente passional como vc. A Alemanha é a melhor seleção do mundo, evoluiu, seus jogadores principais estão no auge e já existem vários jovens pedindo passagem, é a seleção favorita pra levar mais uma copa, depois vem França e Espanha, em seguida Brasil, Bélgica e Argentina. Infelizmente o Brasil não tem chances contra a Alemanha.

      Excluir
    2. o atacante ao qual me referi é Timo Werner.

      Excluir
  2. Não é tão fácil assim pois essa copa será uma das mais competitivas pois o nível das seleções está muito equivalente. O Brasil tem um excelente time e deve ser respeitado. A Alemanha tem essa deficiência na lateral esquerda e boateng está lento. Eu espero um grande jogo de futebol com as duas seleções procurando marcar gols. O meu palpite é um empate em 2 a 2.

    ResponderExcluir