Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Homem assume autoria do atentado a bomba contra ônibus do BVB: "Não queria matar ninguém"

O responsável pelo ataque a bomba contra o ônibus do Borussia Dortmund no último dia 11 de abril de 2017 confessou nesta segunda-feira, em um tribunal, a sua autoria no crime. Segundo o homem identificado como Sergei W., de 28 anos de idade, a sua intenção não era matar ninguém, mas sim "simular um atentado".


Ainda de acordo com o rapaz, ele teria agido por interesses econômicos, já que tinha investido 78 mil euros na bolsa, apostando que as ações do BVB fossem cair de forma repentina por conta do atentado. Se a aposta tivesse gerado o rendimento esperado, o negócio teria lhe rendido algo perto de 3,9 milhões de euros.

Leia também: Bartra chora copiosamente em sua primeira partida após atentado a bomba

"Lamento profundamente o meu comportamento", disse o cidadão alemão de origem russa. Sergei detonou três bombas na passagem do veículo aurinegro a caminho do Signal Iduna Park, onde a equipe enfrentaria o Monaco pela Champions League. O duelo foi adiado e o zagueiro Bartra ficou ferido com os estilhaços, tendo que passar por cirurgia na mão.

A acusação, no entanto, entende que o objetivo de Sergei era matar jogadores para prejudicar o rendimento do clube na bolsa - ele responde por tentativas de homicídio contra 28 pessoas. O processo foi aberto em dezembro do ano passado e o fim do julgamento está previsto para março.

Nenhum comentário