Ad Home

Últimas

teste de anúncio

As 5 questões que serão respondidas no segundo turno da Bundesliga

O segundo turno da Bundesliga vai começar e o Alemanha FC separou cinco perguntas-chave que deverão ser respondidas ao longo do semestre. Confira:


1) Qual Borussia Dortmund veremos?

Os aurinegros começaram a temporada voando com Peter Bosz, mas, pouco antes da metade do primeiro turno, o time entrou em uma queda livre absurda e deixou a liderança escapar, chegando a ocupar a sétima posição em determinado momento - o Borussia Dortmund agora está na terceira colocação, 13 pontos atrás do líder Bayern.

Sem contar a eliminação ainda na fase de grupos da Champions League, sem vitória.

Com Peter Stöger no comando, o BVB reencontrou o caminho dos triunfos. Para deixar os torcedores ainda mais animados para o segundo turno da Bundesliga e também mata-mata da Liga Europa, Marco Reus e Mario Götze estão completamente recuperados de suas respectivas lesões e vão reforçar a equipe.

2) Quem consegue buscar o Bayern de Munique?

O atual pentacampeão alemão caminha a passos largos rumo ao sexto título seguido, já que tem 11 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado Schalke, que vem fazendo uma temporada muito boa e ainda se reforçou com certa qualidade na janela de transferências de janeiro.

Além dos Azuis-Reais, outros times que se candidatam para tentar estragar mais uma festa do Bayern são Bayer Leverkusen, que não perde desde setembro de 2017 - são 12 jogos de invencibilidade -, e Borussia Dortmund, que espera retomar o mesmo futebol do começo da competição. RB Leipzig e Borussia M'gladbach, apesar de ocuparem a parte de cima da tabela, oscilam entre jogos bons e ruins, sem qualquer expectativa.

3) Julian Nagelsmann é mesmo tudo isso?

A temporada passada da Bundesliga revelou ao mundo do futebol o jovem e inovador Julian Nagelsmann, treinador que classificou o Hoffenheim para a Liga dos Campeões pela primeira vez na história. Na atual temporada, porém, o comandante não consegue fazer o time apresentar o mesmo futebol de 2016/2017, caindo na fase preliminar da Champions, sendo eliminado ainda na fase de grupos da Liga Europa e terminando o turno da Bundesliga no sétimo lugar.

Muito se falou em Nagelsmann assumindo Bayern ou Borussia Dortmund em breve, mas o treinador de 30 anos de idade terminou 2017 sendo bastante contestado - mesmo com as perdas de Rudy e Süle, a ideia era que um treinador de alto nível conseguisse manter o bom futebol da equipe. O Hoffenheim ainda perdeu o artilheiro Sandro Wagner para o líder do campeonato nesta janela de inverno, fazendo com que a missão no segundo turno seja das mais complicadas.

4) Chegou a hora do Hamburgo cair?

O Hamburgo se gaba por ser o único clube da história a ter disputado todas as edições da Bundesliga desde quando ela foi criada, lá no começo da década de 60. Tanto que em sua casa, o Volksparkstadion, um relógio colocado na arquibancada mostra os anos, meses, dias, horas, minutos e segundos do time na primeira divisão alemã.

Nas últimas temporadas, o HSV flertou com o rebaixamento e teve que disputar, inclusive, o playoff do descenso em duas oportunidades, em 2013/2014 e 2014/2015. Atualmente a equipe ocupa a 17ª e penúltima colocação do Campeonato Alemão, fazendo uma força danada pra que o relógio do seu estádio pare de funcionar.

5) Colônia será o pior lanterna da história?

Primeiro campeão da história da Bundesliga, o Colônia está com um pé na segunda divisão. Lanterna da competição com apenas seis pontos em 17 rodadas (uma vitória, três empates e 13 derrotas), os Bodes quase fizeram o pior primeiro turno de toda história.

Para não ser o pior lanterna de todos os tempos e ultrapassar o Tasmania Berlim, que na temporada 1965/66 terminou com 10 pontos no total (já levando em consideração uma vitória valendo três pontos, porque naquela época valia dois pontos), o Colônia precisa de mais cinco pontos.

4 comentários:

  1. O Tasmania Berlin terminou o primeiro turno da Bundesliga de 1965/66 com 1 vitória, 1 empate e 15 derrotas, ou seja, campanha pior do que a do Colônia. Assim, os Bodes não fizeram o pior primeiro turno da história, como é dito na matéria. Fonte: http://www.kicker.de/news/fussball/bundesliga/spieltag/1-bundesliga/1965-66/17/0/spieltag.html

    ResponderExcluir