Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Seleção da 3ª rodada da Bundesliga - Chucrute FC / Alemanha FC

Por Vitor Rawet



Goleiro: Oliver Baumann (Hoffenheim)

Não sofrer qualquer gol quando o adversário é o Bayern de Munique é privilégio de poucos e Baumann pode ser orgulhar desse feito. Com 6 defesas ao longo da partida, foi fundamental na vitória da sua equipe.

Zagueiros: Dayot Upamecano (RB Leipzig), Naldo (Schalke 04) e Abdou Diallo (Mainz)

Não são só nomes bons no setor ofensivo que garantem o sucesso do Leipzig. Contra o Hamburgo, Upamecano raramente cometeu erros e foi extremamente seguro totalizando 8 divididas vencidas em um total de 11 disputadas.

Após a venda de Höwedes, parece que o Schalke encontrou em Naldo o seu porto-seguro na defesa. Diante do Stuttgart, o brasileiro comandou a zaga dos Azuis Reais e marcou de cabeça o gol que deixou sua equipe a frente no placar.

Para muitos candidato ao rebaixamento, o Mainz não tomou conhecimento do Leverkusen e venceu a partida. Contou para isso com a boa exibição do zagueiro Diallo, que atuando pelo lado esquerdo, foi bem na defesa e ainda marcou um gol.


Meios de campo: Nabi Keita (RB Leipzig) e Daniel Didavi (Wolfsburg)

Keita mostrou porque vale os 70 milhões pagos pelo Liverpool para a próxima temporada. Com dribles desconcertantes, desarmes precisos e um golaço de fora da area, o guineense foi o nome do jogo.

Se o Wolfsburg não derrotou o bom Hannover 96, não pode por a culpa em Didavi. Sempre presente no setor ofensivo, apareceu quatro vezes para finalizar ao gol. Em uma delas, colocou no barbante através de bela cobrança de falta.

Pontas: Philipp Max (Augsburg) e Levin Öztunali (Mainz)

Atuando ora como lateral, ora como meia pela esquerda, Max foi essencial para o Augsburg na vitória sobre o Colônia. O camisa 31 efetuou seis cruzamentos corretos e deu uma assistência.

Possivelmente o torcedor do Mainz põe em Öztunali as esperanças de uma campanha digna nesta temporada. Contra o Leverkusen, ele não decepcionou. Tomou conta do jogo e conferiu duas assistências.

Atacantes: Amine Harit (Schalke 04), Mark Uth (Hoffenheim) e Alfred Finnbogason (Augsburg)

A janela de transferência do Schalke foi modesta, mas acertou em cheio em um jogador. Harit vem impressionando e contra o Stuttgart deu uma assistência e ainda sofreu um pênalti que resultou em gol para os Azuis Reais.

Dois chutes a gol, dois gols. Mais eficiente que isso, impossível. Garantiu os três pontos do Hoffenheim na rodada. E tudo isso contra o Bayern de Munique. Precisa de mais alguma coisa para Uth estar nessa seleção?

Se na Alemanha existisse o "Fantastiken", provavelmente escutaríamos uma música islandesa em tal programa. Isso porque Finnbogasson fez a festa na defesa do Colônia e marcou um hat-trick.

Nenhum comentário