Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Nos pênaltis, Bayern derrota o Dortmund e conquista o hexa da Supercopa da Alemanha


O Bayern de Munique é hexacampeão da Supercopa da Alemanha, jogo único que coloca frente a frente o último campeão da Bundesliga e o último campeão da Copa da Alemanha. Neste sábado, no Signal Iduna Park, o time bávaro empatou com o Borussia Dortmund por 2 a 2 e ficou com o título vencendo por 5 a 4 nas penalidades, se isolando como maior campeão da competição - o próprio Dortmund tem cinco conquistas.

Os dois times estavam bastante desfalcados em seus primeiros jogos oficiais da temporada. Pelo lado do BVB, as ausências ficaram por conta de Schmelzer, Guerreiro, Durm, Weigl, Götze, Kagawa, Marco Reus, Mor e Schürrle. Já o Bayern não pôde contar com Robben, Neuer, Thiago Alcântara, Boateng, James Rodríguez, Alaba e Bernat.


Jogando em casa, o Dortmund começou com mais posse de bola e ocupando seu campo ofensivo nos primeiros minutos. E logo aos 11, após bobeira de Javi Martínez, os anfitriões abriram o placar: o zagueiro espanhol tentou driblar Pulisic na intermediária, mas o atleta aurinegro roubou a bola, avançou sozinho e finalizou fora do alcance do goleiro Ulreich.

Depois de sair na frente, o Borussia recuou e o Bayern melhorou, tomando conta do duelo e criando muitas oportunidades. O empate não demorou e saiu aos 18 minutos, com Lewandowski. Rudy lançou Kimmich, que invadiu a área e cruzou na medida para o polonês balançar as redes. O juiz chegou a consultar os árbitros de vídeo para avaliar um provável impedimento de Kimmich, mas o tento foi validado.

Aos 30 minutos, Ribéry fez excelente jogada individual pela esquerda e rolou para Müller chutar, parando em boa defesa de Bürki. Na sequência, Kimmich cruzou e Müller se antecipou à marcação para cabecear na trave. Pouco antes do intervalo, Rudy finalizou de fora da área e Bürki fez outra intervenção importante.

Na etapa final, o BVB dominou até os 20 minutos, sem dar chance para o time de Munique criar, mas também sem incomodar o goleiro rival. Quando o Bayern atacou, Lewandowski saiu sozinho cara a cara com Bürki, mas preferiu tocar para Coman ao invés de chutar, com a defesa aurinegra afastando o perigo.

No contra-ataque deste lance, aos 26 minutos, saiu o segundo gol dos donos da casa. Dembélé deu belo passe nas costas da zaga bávara para Aubameyang, que ficou na frente de Ulreich e mandou por cobertura, um golaço.

O Borussia Dortmund passou a apostar nos contra-golpes nos minutos finais, enquanto o Bayern tentou de todas buscar a igualdade de todas as maneiras. E conseguiu. Aos 43 minutos, Rudy bateu falta na área, Süle cabeceou no travessão e Kimmich aproveitou uma confusão danada na área aurinegra para finalizar. A bola bateu em Piszczek por último e entrou. O árbitro consultou novamente os auxiliares de vídeo e validou o gol.

Com o empate, o duelo foi para os pênaltis. Lewandowski, Ribéry, Rudy, Vidal e Süle fizeram para o Bayern; Dembélé, Philipp, Aubameyang e Gonzalo Castro fizeram para o Borussia Dortmund. Bürki pegou a batida de Kimmich, Ulreich defendeu os chutes de Rode e Bartra, para fazer a festa vermelha em Dortmund.


Escalações:

Borussia Dortmund: Bürki, Piszczek, Sokratis, Bartra e Zagadou (Passlack); Sahin, Dahoud (Rode) e Gonzalo Castro; Dembélé, Pulisic (Philipp) e Aubameyang. Técnico: Peter Bosz

Bayern de Munique: Ulreich, Kimmich, Martínez (Süle), Hummels e Rafinha; Rudy, Tolisso (Renato Sanches) e Vidal; Thomas Müller (Coman), Ribéry e Lewandowski. Técnico: Carlo Ancelotti

Veja mais fotos da partida:










Nenhum comentário