Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Michael Ballack aconselha que Schweinsteiger se aposente da seleção alemã

Aposentado dos gramados desde 2012, Michael Ballack resolveu falar sobre a campanha da seleção alemã na Euro 2016. Em sua coluna no site do jornal Express, o ex-meio-campista da Alemanha, Kaiserslautern, Bayern e Leverkusen analisou a campanha da Mannschaft dentro da competição e ainda aconselhou Schweinsteiger a pendurar as chuteiras.

E MAIS
Emocionado, Schweinsteiger publica carta com desculpas por queda e agradecimento aos fãs

"Sobre o futuro da equipe nacional também inclui o papel de Bastian Schweinsteiger. Eu sei que ele é brutalmente ambicioso. Mas se analisarmos como ele jogou nos últimos dois anos, posso dizer honestamente que estou muito preocupado com sua condição física. Atualmente ele não tem condição suficiente para jogar uma grande competição esportiva, seja pelo Manchester United ou Alemanha", disse Ballack.

"Não sei se a Copa do Mundo na Rússia e sua próxima meta pessoal. Aconselho Schweinsteiger a pensar cuidadosamente nisso. Temo que ele possa perder seu status de ídolo na seleção alemã daqui para frente. Acredito que outros possam ajudar melhor. Schweinsteiger não merece isso", continuou o ex-jogador alemão.

"O título da Euro, infelizmente, foi perdido. Mas isso não diminui sua carreira. Bastian ajudou demais no título da Copa do Mundo de 2014, fez grandes coisas para o futebol alemão e poderia deixar a equipe nacional pela porta da frente. Acho que agora é a hora, é um bom momento para ele se aposentar"

Sobre a semifinal

"E eles chegaram ao nosso gol na hora certa. E nós tivemos dois grandes erros diante da França, nos gols deles, e imediatamente fomos punidos com a eliminação. Por isso acho que isso não tem nada a ver com a má sorte"

O que faltou na Euro 2016?

"Também foi notório que estava faltando um jogador de classe mundial, experiente, como Philipp Lahm, por exemplo. Temos uma equipe que pode dominar o jogo como nenhuma outra, mas em algum ponto isso pode falhar sem a experiência e liderança"

Joachim Löw

"Já passou, temos que pensar daqui para frente. Joachim Löw é um treinador com alta qualidade, de técnica indiscutível. Por isso tem que continuar, não há dúvida. Mas agora ele terá um senso autocrítico e fazer algumas perguntas, como: 'Posso motivar a equipe depois de 12 anos no cargo?', 'Como devo agir com os jogadores?, 'Nossas estrelas falharam?, 'Por que Boateng sofreu um apagão nas quartas e colocou a mão na bola?', 'E Schweinsteiger, falhou nas semifinais?'"



Nenhum comentário