Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Müller decide, Bayern bate o Werder em jogo polêmico e vai à final da Copa da Alemanha



Com o título da Bundesliga quase assegurado e garantido nas semifinais da Champions League, o Bayern de Munique continua forte na busca pela tríplice coroa. Nesta terça-feira, jogando na Allianz Arena, a equipe de Pep Guardiola venceu o Werder Bremen por 1 a 0 na semifinal da Copa da Alemanha e avançou à final da competição - a decisão contra Hertha Berlim ou Borussia Dortmund, que duelam nesta quarta-feira, será no dia 21 de maio, na capital do país.

E o jogo teve uma arbitragem polêmica. O Werder reclamou demais de um gol anulado quando o Bayern ainda vencia por 1 a 0 e também de um pênalti marcado a favor dos anfitriões, que culminou no segundo gol, ambos os lances acontecendo no segundo tempo.

Com uma formação bem ofensiva, o time da casa teve apenas Xabi Alonso no meio-campo de marcação com Coman, Müller, Götze, Ribéry e Lewandowski formando a artilharia pesada. Pelos lados dos Papagaios, destaque para a presença do experiente peruano Claudio Pizarro atuando diante do seu ex-time.

O primeiro tempo em Munique foi bastante disputado, com o Werder mostrando muita disposição na sua defesa e atacando com certo perigo, dando trabalho aos zagueiros bávaros. Mas o Bayern, claro, foi quem criou as melhores oportunidades. Os visitantes conseguiram segurar os donos da casa por exatamente 30 minutos, quando Thomas Müller subiu com estilo de cabeça e abriu o placar após cruzamento na medida de Xabi Alonso - foi o seu 150º gol com a camisa vermelha.

A vantagem no marcador soltou mais os anfitriões, que quase ampliaram novamente com Müller, mas a finalização cruzada passou raspando a trave do goleiro Wiedwald. Na melhor chance do time de Bremen, em saída de bola errada de Manuel Neuer, o volante Yatabare tentou marcar por cobertura, parando nas mãos do goleiro do Bayern, que se recuperou na jogada e voltou a tempo de evitar o empate do adversário.

Por ser jogo único, o Werder partiu para cima no segundo tempo e teve uma chance clara com o zagueirão Vestergaard, que se arriscou no ataque e quase deixou sua marca. Na sequência, Alaba fez um gol contra bizarro encobrindo Neuer, mas o árbitro anulou o tento que seria o de empate assinalando falta de Bartels sobre o defensor do Bayern, para desespero do técnico Viktor Skripnik.

A entrada de Vidal no decorrer da etapa final melhorou o setor de meio de campo do Bayern e o chileno foi decisivo para confirmação do triunfo. Ele sofreu pênalti polêmico de Sternberg e Thomas Müller cobrou com categoria para anotar o segundo dos donos da casa, seu segundo na partida e o de número 151 pelo clube, e garantir a vaga na decisão da DFB Pokal.

Nenhum comentário