Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Federação alemã abre processo disciplinar contra treinador do Leverkusen

A polêmica arbitragem da partida entre Borussia Dortmund e Bayer Leverkusen ainda está rendendo. Nesta segunda-feira (22), a Federação Alemã divulgou que irá abrir um processo disciplinar contra o treinador dos Leões, Roger Schmidt, que se recusou a sair de campo após expulsão. "É um procedimento normal e haverá certamente uma punição, embora não saiba dizer qual", comentou Anton Nachreiner, presidente do comitê de controle da Federação.

Schmidt foi expulso de campo aos 64 minutos por discutir com o árbitro Felix Zwayer: segundo o treinador, a falta que acabou originando o gol do atacante Aubameyang foi cobrada à frente do lugar que ela teria sido cometida. Com a discussão, Zwayer chegou a sair de campo - paralisando o jogo - e voltando, quando o treinador concordou com a expulsão.

Após a partida, o comandante do Leverkusen se mostrou arrependido com a sua atitude. "Talvez eu tenha sido um pouco teimoso, prejudiquei meu time e peço desculpas. Eu sou um modelo [para a equipe], mas, as vezes, é fácil reagir de maneira emocional", comentou Schmidt.

Mesmo assim, o técnico reafirmou que a atitude do árbitro, em sua interpretação, foi errônea. "Foi vergonhoso aquele lance em que o jogador do Borussia Dortmund adianta a bola para frente e o arbitro não vê aquilo, fiquei arrasado com aquilo e isso prejudicou minha equipe na partida, ele me expulsou e não queria deixar o campo, por não concordar com aquele lance ridículo", finalizou Schmidt.

Os Leões ocupam a quarta colocação na Bundesliga, com 35 pontos.

Nenhum comentário