Ad Home

Últimas

teste de anúncio

Os cinco motivos que fizeram Guardiola decidir deixar o Bayern

Bild trouxe algumas das maiores irritações do treinador desde a sua badalada chegada ao time bávaro

Fonte: Fox Sports

O jornal alemão Bild listou cinco motivos para que Pep Guardiola decidisse deixar o Bayern de Munique ao final de seu contrato com o clube, em junho de 2016. De acordo com o periódico, alguns conflitos entre o treinador e a diretoria do time bávaro, especialmente em relação a contratações, foram fundamentais para o rompimento do técnico com a agremiação.

O principal desentendimento entre Guardiola e a diretoria do Bayern de Munique teve Neymar envolvido. O comandante da equipe pediu a contratação do jogador brasileiro, porém os dirigentes alemães preferiram trazer Mario Götze, então destaque do Borussia Dortmund. O Bild sustenta que a relação do técnico com o atleta não é das melhores.


Outro nome pedido por Guardiola foi Luis Suárez. No entanto, a diretoria bávara novamente não atendeu ao pedido do treinador e ainda manteve Mandzukic ao invés de trazer o atacante uruguaio. A exemplo de Götze, o técnico catalão também não teve bom relacionamento com o jogador croata.

Em outro episódio, Pep queria a permanência de Toni Kroos, mas o Bayern de Munique o vendeu para o Real Madrid, trazendo Xabi Alonso para ocupar seu lugar. A contratação de Vidal foi classificada pelo Bild como o último caso de atrito entre o técnico e os dirigentes bávaros. Segundo a publicação, Guardiola queria um lateral-direito para equipe, consolidando a passagem de Lahm para o meio de campo. O Bayern, por sua vez, contratou o volante chileno, acabando com os planos do treinador.

Tais acontecimentos deixaram Guardiola insatisfeito, fazendo-o tomar a decisão de deixar o clube ao final do vínculo. O ex-jogador está cogitado para comandar um clube da Inglaterra. Manchester United, Manchester City e Chelsea aparecem como os prováveis destinos. Seu lugar no time bávaro será ocupado por Carlo Ancelotti.

Nenhum comentário