As grandes rivalidades regionais do futebol alemão: Hamburgo x Werder Bremen



Por Marcelo Porto
Twitter: @porto2112

Hamburgo x Werder Bremen


A rivalidade entre as duas cidades-estado do norte da Alemanha é mais um caso de rixa anterior ao futebol, mas que ganhou nova dimensão através de seus respectivos principais clubes, Hamburgo e Werder Bremen, dando origem ao chamado “dérbi do norte”.

Tanto Hamburgo quanto Bremen figuram entre as mais importantes cidades da Alemanha, porém, o fato da primeira ser bem mais populosa que a segunda (1,7 milhões e 560 mil habitantes, respectivamente) sempre gerou brincadeiras e provocações do lado hamburguês, que classifica Bremen como um “vilarejo com bondes”, algo que não soa nada agradável aos ouvidos dos seus orgulhosos cidadãos. Do século XI em diante, Bremen foi a sede do bispado responsável pelas duas cidades, mas isso mudou em 1807 quando Hamburgo decidiu demolir a catedral, o que deu o pontapé inicial para o surgimento dessa competitividade entre as duas metrópoles.

No âmbito do futebol, os dois times disputam a hegemonia da região desde os anos 40. No período pós-guerra e antes da criação da atual Bundesliga, o Hamburgo foi dominante, tendo conquistado diversos títulos nacionais enquanto o rival acumulava no máximo vice-campeonatos. As coisas só começaram a mudar para o Werder Bremen a partir dos anos 60, quando o time foi campeão da Copa da Alemanha na temporada de 1960/61 e, posteriormente na recém fundada Bundesliga, campeão alemão pela primeira vez na temporada de 1964/65.

Infelizmente, a rivalidade entre as duas torcidas atingiu seu ápice em outubro de 1982 devido a um trágico episódio. Antes do clássico válido pela Copa da Alemanha, um torcedor de 16 anos do Werder Bremen foi brutalmente atacado por hooligans do Hamburgo e veio a falecer no dia seguinte no hospital. A hostilidade entre as torcidas que se resumia a xingamentos e provocações havia atingido um novo nível e dado início a um ciclo de violência a ser contido.

Apenas 120 km separam Hamburgo de Bremen e cabe à polícia alemã a árdua tarefa de garantir o deslocamento de torcedores entre as cidades em segurança para o clássico. Os chamados “ultras” são constantemente controlados com o objetivo de se evitar enfrentamentos em meios de transporte e a caminho do estádio. Por outro lado, muitos torcedores tiraram uma lição do triste ocorrido em 1982 e hoje buscam promover a paz entre as duas torcidas para garantir que algo do tipo nunca mais aconteça, afinal de contas, o clássico entre essas duas tradicionais camisas do futebol alemão tem muita história dentro de campo e é somente nele que queremos que ela continue sendo escrita.

Curiosidades

Na Bundesliga, as duas equipes já se encontraram 105 vezes e o retrospecto é levemente favorável ao Werder Bremen, que tem 37 vitórias contra 34 do Hamburgo;

Em novembro de 1971, uma circunstância curiosa fez com que a equipe de Bremen fosse prejudicada no confronto. O árbitro da partida utilizou um uniforme azul da mesma cor da camisa do Hamburgo, e os jogadores do Werder Bremen reclamaram da dificuldade de diferenciá-lo do adversário. Como é de se imaginar, o Hamburgo venceu o jogo pelo placar de 2x1;

A temporada de 2008/09 foi bastante traumática para os torcedores do Hamburgo, e o grande responsável por isso foi o seu principal rival. Werder Bremen e Hamburgo se enfrentaram quatro vezes num intervalo de 19 dias por diferentes competições. Três desses confrontos foram vencidos pelo time de Bremen, que por conta desses resultados eliminou o Hamburgo na Copa da Alemanha e na Copa da UEFA.

    Comente a matéria
    Comente pelo Facebook

0 comentários :

Postar um comentário