Ad Home

Últimas

Com valor recorde, Adidas supera a Nike e permanece na seleção alemã, diz jornal



Parece que as especulações sobre qual empresa será a fornecedora de material esportivo da seleção alemã chegaram ao fim. De acordo com informações do Sport Bild, a Adidas renovou seu acordo com a DFB (Federação Alemã) e continuará com a Mannschaft até, pelo menos, o Mundial de 2022 - o vínculo antigo vencia após a Copa de 2018.

A Adidas atualmente paga 25 milhões de euros à Alemanha para manter a parceria, mas esse valor subirá para 70 milhões de euros, um recorde entre seleções. Se o negócio for confirmado, o acordo será o mais valioso do mundo, superando a França (que recebe 42,6 milhões de euros da Nike), Inglaterra (34,5 milhões de euros da Nike) e Brasil (30,7 milhões de euros da Nike).

A norte-americana Nike e a alemã Puma estavam na briga para assinar com a DFB, mas a Adidas tinha preferência de renovação caso cobrisse qualquer oferta de empresas rivais, e foi justamente o que aconteceu. A Adidas está com a seleção alemã desde 1976, há exatos 40 anos.

Vale lembrar que a camisa número 1 da seleção alemã bateu recorde de vendas em 2014. O modelo branco utilizado na Copa do Mundo do Brasil alcançou a marca de 3 milhões de unidades vendidas, dobrando o recorde anterior que era da camisa titular feita para Copa do Mundo de 2006. A conquista do tetracampeonato impulsionou as vendas, sendo que cerca de 1 milhão do total de camisas foi comercializado dentro da Alemanha.

Um comentário: