Ad Home

Últimas

Bayern de Munique vai bem na defesa e segura empate com Liverpool na Inglaterra

Com baixo poderio ofensivo e sem muita criatividade, mas com uma defesa bastante consistente, o Bayern de Munique conseguiu segurar o Liverpool em Anfield, na Inglaterra, e empatou por 0 a 0 no duelo de ida das oitavas de final da Champions League.

O jogo de volta será no dia 13 de março, quarta-feira, na Allianz Arena. Outra igualdade sem gols leva a decisão da vaga às quartas para a prorrogação e qualquer empate com gols é do Liverpool. Quem vencer, avança.

Os dois times sofreram com desfalques. Enquanto o Liverpool não teve sua dupla de zaga titular formada por Lovren e Van Dijk, o Bayern não pôde contar com Robben, Müller, Boateng e Goretzka, além de Ribéry, que começou o duelo no banco de reservas.


O técnico Niko Kovac armou o time com Neuer, Kimmich, Süle, Hummels e Alaba; Martínez, Thiago Alcântara e James Rodríguez; Coman, Gnabry e Lewandowski. No decorrer do segundo tempo ainda entraram Ribéry, Rafinha e Renato Sanches.

Atuando em casa, o time inglês iniciou o confronto em cima dos alemães, pressionando muito e já tentando abrir o placar nos primeiros minutos, mas Süle e Hummels seguraram o poderoso trio de ataque Salah-Firmino-Mané.

O Liverpool teve duas chances claríssimas na etapa inicial, ambas com Mané livre na frente de Manuel Neuer, mas o atacante senegalês finalizou para fora.

A equipe de Munique também conseguiu criar algumas boas jogadas ofensivas, principalmente com Coman e Gnabry pelas pontas. Numa dessas chances, Gnabry cruzou e o zagueiro Matip quase fez gol contra, com a bola explodindo no corpo do goleiro Alisson.


O segundo tempo foi amplamente dominado pelos anfitriões. O Liverpool avançou sua linha de marcação e praticamente não deixou o Bayern sair jogando. E o time visitante também não conseguiu encaixar um contra-ataque sequer, com os homens de beirada de campo mais recuados, deixando Lewa isolado no ataque.

As oportunidades mais claras da equipe alemã saíram em chutes de fora da área de Gnabry e James Rodríguez, os dois para fora.

O time inglês tentou furar o bloqueio bávaro de todas as maneiras, mas o sistema defensivo estava bem postado, com os laterais fechando bem na área e os volantes auxiliando o miolo de zaga, afastando o perigo em diversos lances.

Numa das únicas vezes que o ataque do Liverpool levou vantagem sobre a zaga do Bayern, Mané cabeceou no canto e Neuer mandou para escanteio. Isso aos 40 minutos. E ficou nisso.

2 comentários: