Ad Home

Últimas

Borussia Dortmund: é preciso manter os pés no chão e ter confiança

Por Jonathan Gonçalves (@Goncalvizmo)
Der Anpfiff (DerAnpfiff)

BVB começa a temporada muito bem, mas precisa se manter firme, algo que não fez em temporadas passadas

Chegamos à 7ª rodada da Bundesliga e o líder da competição é o Borussia Dortmund, do técnico Lucien Favre. A equipe aurinegra vem fazendo um belo e emocionante início de campeonato, com 23 gols marcados e apenas oito sofridos até aqui, sendo o melhor ataque da competição com sete gols a mais que a segunda equipe que mais marcou, o Bayern München com 16 gols.

Além do ataque, a equipe possui a segunda melhor defesa, atrás apenas do Mainz 05 que sofreu quatro gols, ocupa a 8º colocação e teve dois empates em 0-0 e jogos de pouco gols.

Até aqui, o Borussia Dortmund conquistou cinco vitórias, empatou duas vezes e não foi derrotado. Sem dúvidas, é um bom início de temporada, mas por que eu digo que a equipe precisa se manter com alta seriedade? Pois, conheço bem o clube, acompanho há oito anos e início de temporadas como esse não são exclusivos apenas a esta temporada.

Na temporada 2017/18, por exemplo, com o treinador Peter Bosz, o BVB assumiu a liderança nas sete primeiras rodadas, com seis vitórias e um empate, mas depois desse início avassalador, viu a equipe cair totalmente de produção e em seguida demitir o técnico holandês.

Peter Stöger foi quem assumiu de forma imediata, e apesar de conseguir alguns bons resultados, a sua equipe sempre demonstrando futebol pragmático, de vez em quando conseguindo se sair melhor, no fim das contas, uma vaga suada na UEFA Champions League foi a realidade do BVB.

 Cursos online - alemão, trading esportivo e renda extra

O futebol demonstrado pelo BVB nos dias atuais digamos que é consistente, contudo, ainda não vejo que a equipe se encontrou de vez, vide a primeira partida oficial da temporada, pela DFB Pokal, contra o Greuther Fürth, da 2ª divisão, onde os aurinegros saíram perdendo e empataram no último minuto de jogo com Axel Witsel, levando para a prorrogação e, marcando também, no último minuto com Marco Reus, consolidando a classificação.

O empate com o Hannover 96 em 0-0 pela segunda rodada, mesmo que fora de casa, na HDI-Arena, mostrou que a equipe possui um pouco de dificuldade contra equipes que se fecham e tenta achar uma ou duas bolas para decidir o jogo. O BVB naquela partida acertou duas boas na trave, com Marco Reus e Maximilian Philipp - o azar também fez parte nas poucas chances criadas.

Na partida pela sétima rodada, diante do Augsburg, no Signal Iduna Park, a emocionante vitória por 4-3 foi suada por demais. A defesa que vem sendo sólida, não foi tão sólida assim, e viu os Bávaros do FCA na frente do placar duas vezes, mas com a estrela do reforço Paco Alcácer em ascensão, que veio do banco e marcou três gols, sendo eles o da vitória no último minuto de partida, o Dortmund conquistou a quinta vitória no campeonato alemão, apesar de vencer na garra, não foi uma partida de tirar o chapéu para o futebol apresentado pelo BVB.


Os desempenhos individuais tem sido super importantes para o Borussia Dortmund. Jacob Bruun Larsen, Jadon Sancho e Christian Pulisic tem sido os principais jovens da equipe até aqui.

O inglês Sancho é o líder de assistências da Bundesliga com sete assistências concedidas e um gol feito, o jogador de 18 anos é peça fundamental neste início de temporada e parece estar vivendo cada minuto com intensidade e identificação com o clube dentro e fora dos gramados. O BVB rapidamente tomou medidas e renovou o contrato dele até 2022, antes iria até 2020.

Christian Pulisic aos 20 anos de idade já é, sem dúvidas, um dos principais jogadores do BVB. O norte-americano já havia feito uma boa temporada em 2016/17 e 2017/18, nessa ele vem mais experiente e disposto a cada vez mais ajudar o nosso clube.

A maior surpresa é Jacob Brunn Larsen, o dinamarquês que foi emprestado ao VfB Stuttgart na temporada passada por não ter chances no clube, voltou de empréstimo e faz belo início de temporada, com três gols e duas assistências, sendo um gol e uma assistência pela UEFA Champions League.


Os reforços Achraf Hakimi, Paco Alcacér, Axel Witsel, Abdou Diallo e Thomas Delaney caíram como um luva.

Hakimi é versátil, joga na duas laterais, setores que o Dortmund vem tendo problemas há tempos, além disso o marroquino já contribuiu com um gol e duas assistências. Paco Alcácer até aqui é o artilheiro da Bundesliga com seis gols marcados e o primeiro jogador da história da competição a marcar seis gols em suas primeiras três partidas, que nem inteiras foram, e sim minutos.

Axel Witsel e Thomas Delaney comandam o meio-campo, principalmente Witsel, que se tornou peça fundamental e um líder da equipe, ditando o ritmo do jogo. Delaney sempre preciso em interceptações, distribuição e lançamentos. Abdou Diallo vem fazendo boa dupla com Manuel Akanji na zaga, velozes, fortes e consistentes, às vezes dão muito espaço ao adversário, mas isso é inevitável.

Marco Reus e Roman Bürki vivem boa fase, assim como basicamente toda a equipe. O capitão Reus literalmente é um capitão, coisa que Marcel Schmelzer - capitão das últimas temporadas - não era. Reus é um modelo a ser seguido pelos mais jovens, como revelou Jacob Bruun Larsen certo dia, dizendo que o observa em campo para aprender com ele. Em campo, contando DFB-Pokal, Bundesliga e UEFA Champions League: Reus já marcou seis gols e distribuiu quatro assistências.


Roman Bürki a cada partida faz defesas espetaculares, e se o goleiro já foi muitas vezes contestado, vem diminuindo as contestações a cada partida.

Começamos bem, mas muita coisa ainda precisa de lapidação. Temos um forte esquadrão, um técnico que possui um plano de jogo, um capitão e jogadores dispostos a fazerem o melhor para nós. Somos o Borussia Dortmund, temos que nos provar nesta temporada e conquistar o que merecemos, somos capazes e lutaremos por isso até o fim. Essa temporada me dá uma sensação melhor do que as outras, espero não estar enganado. HEJA BVB.

Nenhum comentário