De virada, Dortmund vence jogo eletrizante contra o Bayern e vai à 4ª final seguida

Em um jogaço na Allianz Arena, o Borussia Dortmund foi gigante diante do Bayern de Munique, venceu por 3 a 2, de virada, e avançou à decisão da Copa da Alemanha pelo quarto ano consecutivo, um recorde no futebol alemão. O rival da final do dia 27 de maio, em Berlim, será o Eintracht Frankfurt, que passou pelo Borussia M'gladbach na outra semifinal.

Leia também: Frankfurt passa pelo Gladbach nos pênaltis e está na final da Pokal

A partida começou com o Borussia Dortmund um pouco melhor e Aubameyang perdendo gol incrível - o atacante gabonês recebeu cruzamento de Guerreiro na pequena área e finalizou para fora. Logo o Bayern igualou as ações, equilibrou o jogo e passou a oferecer perigo à defesa aurinegra.

O primeiro gol do duelo, porém, foi do BVB. Aos 19 minutos, Javi Martínez recuou errado para Ulreich, Guerreiro roubou a bola e finalizou na trave. No rebote, Marco Reus só tocou para a meta vazia. Dez minutos mais tarde, o defensor espanhol se redimiu e marcou o tento de empate usando a cabeça.

A equipe de Munique passou a pressionar o adversário e Martínez quase fez o segundo, acertando a trave. Um pouco antes do intervalo, o Bayern virou. O zagueiro Hummels aproveitou assistência de Ribéry e balançou as redes do seu ex-clube, para delírio da maioria dos torcedores na Allianz Arena.

A etapa final foi tão eletrizante quanto a primeira. Os anfitriões tiveram uma oportunidade claríssima para ampliar a vantagem quando o goleiro Bürki saiu jogando errado, Thiago roubou e tocou para Lewandowski, que passou para Robben finalizar sem goleiro, mas Bender salvou em cima da linha. A bola ainda tocou na trave.

Aos 24 minutos, Dembele recebeu pela direita e cruzou na medida para Aubameyang marcar o tento da nova igualdade usando a cabeça. Cinco minutos depois, Marco Reus puxou contra-ataque em velocidade e encontrou Dembele na área. O jovem atacante francês driblou a marcação, ajeitou para perna esquerda e mandou no ângulo de Ulreich, um golaço.

Carlo Ancelotti colocou Thomas Müller e Douglas Costa na partida e o Bayern partiu para cima em busca do empate que provocaria a prorrogação. Mas não deu. O Borussia Dortmund levou a melhor e os Bávaros foram eliminados dentro de casa.
    Comente a matéria
    Comente pelo Facebook

0 comentários :

Postar um comentário