Jogador alemão desiste de jogar nos Estados Unidos por causa de Donald Trump

Parece que a ideia do lateral alemão Marcel Schäfer em atuar na MLS (Major League Soccer) não vai mais se concretizar. Aos 32 anos de idade, ele tem contrato válido com o Wolfsburg até o final da atual temporada, no meio de 2017, e pretendia atuar na liga profissional dos Estados Unidos no ano que vem, já que recebeu algumas sondagens dos clubes de lá.

Pretendia.

Com a eleição de Donald Trump para o cargo de presidente da maior potência do mundo, Schäfer avisou que não pretende mais jogar no país da América do Norte. "Quando olho para a campanha dele, percebo que há muitas ideias que são incompatíveis com os valores que defendo. O resultado das eleições me fez pensar melhor", disse.

Schäfer é mais um que se junta aos muitos indignados com a vitória de Trump sobre Hillary Clinton no pleito dos EUA. Durante sua campanha, o presidente eleito teceu vários comentários contra minorias, como o público LGBT, além de críticas a mulheres e imigrantes.
    Comente a matéria
    Comente pelo Facebook

0 comentários :

Postar um comentário