Ad Home

Últimas

Torcedores apoiam o zagueiro Boateng contra declaração racista: "Seja o nosso vizinho"



A derrota da seleção alemã contra a Eslováquia no domingo ficou em segundo plano diante das muitas manifestações de apoio dos torcedores que foram à WWK Arena, em Augsburg, ao zagueiro Jerome Boateng. As faixas com os dizeres "seja nosso vizinho" e "vem mudar aqui para o lado" foram parte do protesto bem-humorado ao comentário do líder político populista de direita Alexander Gauland sobre o jogador do Bayern.

Na semana passada, a revista "Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung" citou uma declaração de cunho racista do político do partido Alternativa para a Alemanha (AfD) que deixou muitas pessoas revoltadas no país: "Muitos acham o defensor do Bayern de Munique um bom jogador de futebol, mas não querem ter um Boateng como vizinho", disse Gauland.

Lembrando que Boateng é filho de mãe alemã e pai ganês, nascido em Berlim. 

Após a declaração ter tomado tamanha amplitude, Gauland alegou não ter feito, em nenhum momento, qualquer comentário pessoal sobre o jogador. Para ele, nessa "discussão de fundo" foi questionada apenas a atitude do público em relação a Boateng, referindo-se ao modo de pensar de algumas pessoas. O Frankfurter Allgemeine diz ter a gravação que compromete o político.

Os torcedores que foram ao amistoso em Augsburg manifestaram toda solidariedade ao defensor e deixaram claro que preferem ter como vizinho o campeão do mundo, ao advogado ultradireitista. Usando o Twitter, Alexander Gauland tentou se redimir: "Boateng é um jogador de qualidade e merecidamente parte da seleção nacional alemã. Estou ansiosa pela Eurocopa".


5 comentários: