Ad Home

Últimas

"Postura de perdedor". Imprensa alemã critica duramente Guardiola por deixar Müller no banco



Pep Guardiola admitiu que errou ao deixar Ribéry e, principalmente, Thomas Müller no banco de reservas no duelo de ida diante do Atlético de Madri, na semifinal da Champions. Os dois entraram no segundo tempo, mas não conseguiram evitar a derrota do Bayern de Munique por 1 a 0. E o treinador espanhol foi alvo de duras críticas por parte da imprensa alemã.

O jornal "Süddeutsche Zeitung", da cidade de Munique, foi um dos que mais atacou Guardiola depois do duelo na Espanha. "As imagens da noite em Madri mostram que Guardiola teve uma postura de perdedor. Como nas semifinais anteriores, o treinador não encontrou a tática e formação corretas no Bayern", disparou.

Veja
Guardiola admite que errou na escalação do Bayern: "São coisas do futebol"

"É o pior final para Pep? O campeão do mundo Thomas Müller teve que sentar no banco. Sem ele, Ribéry e o lesionado Robben, o Bayern perde agressividade, paixão e coragem", disse o Bild. O site da revista Kicker também criticou: "Guardiola foi ousado, mas se mostrou equivocado com a opção de começar com Müller  no banco. Ele dirige o time e dá ordens, é um líder espiritual desta equipe. Neste tipo de jogo não importam apenas as táticas, mas também a mentalidade e experiência no gramado".

Diante de toda repercussão negativa, Thomas Müller deve ser titular absoluto no jogo de volta, na terça-feira que vem, dia 2 de maio, na Allianz Arena. O Bayern de Munique precisa vencer por dois gols de diferença para chegar à final da Liga dos Campeões. Ou, na pior das hipóteses, devolver o placar de 1 a 0 e decidir a vaga na prorrogação e/ou pênaltis.

4 comentários: